PUBLICIDADE
Topo

Ferrari tem recall para 2.150 veículos nos EUA por risco de incêndio

Ferrari 488 GTB é um dos modelos da marca italiana convocados para reparo nos Estados Unidos - Divulgação
Ferrari 488 GTB é um dos modelos da marca italiana convocados para reparo nos Estados Unidos
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/03/2019 11h51Atualizada em 18/03/2019 11h51

Resumo da notícia

  • Separador de vapor de combustível pode rachar
  • Defeito afeta modelos como 812 Superfast e LaFerrari Aperta
  • Reparo pode ser agendado a partir de 14 de abril

A Ferrari convocou os proprietários de 2.150 veículos da marca nos Estados Unidos. Segundo comunicado emitido pela NHTSA, a agência federal norte-americana de segurança viária, um separador de vapor de combustível pode rachar, permitindo vazamentos de fumaça que aumentam o risco de incêndio.

Todos os carros afetados são ano/modelo 18/19 e incluem os modelos 488 GTB e 488 Spider, 812 Superfast, GTC4Lusso, GTC4Lusso T e a edição limitada LaFerrari Aperta, hipercarro conversível avaliado em cerca de US$ 4 milhões (cerca de R$ 15,2 milhões na conversão direta).

O problema foi descoberto devido a relatos de clientes nas concessionárias. De acordo com a Ferrari, os carros afetados sinalizarão se há vazamento por meio da luz de alerta do motor no painel, recomendando que o dono compareça a uma concessionária para agendar o reparo a partir de 14 de abril.

Esse não é o único recall que afeta os modelos da Ferrari atualmente nos EUA: um total de 582 unidades do GTC4Lusso 2017/2019 e do GTC4Lusso T 2019/2019 tiveram o recall convocado devido a um defeito nas portas. A NHTSA informa que os proprietários dos modelos envolvidos podem ter dificuldades para abril-las usando a maçaneta externa.