PUBLICIDADE
Topo

Chevrolet Cruze deixa de ser fabricado nos EUA; médio segue vivo no Brasil

Último Chevrolet Cruze "Made in USA" sai da linha de montagem em Lordstown (Ohio) - Reprodução/Twitter
Último Chevrolet Cruze "Made in USA" sai da linha de montagem em Lordstown (Ohio)
Imagem: Reprodução/Twitter

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/03/2019 12h35

Resumo da notícia

  • GM vai priorizar SUVs, picapes e elétricos nos EUA
  • Sedã e hatch vendidos no Brasil vêm da Argentina e seguem em linha
  • No Brasil, Cruze ganha em breve internet 4G e novo visual

A General Motors confirmou que a última unidade do Chevrolet Cruze produzida em solo americano saiu da linha de montagem em Lordstown (Ohio), na tarde de quarta-feira.

Uma foto do carro derradeiro, na cor branca, foi postada na conta do Twitter do jornalista Darrel Rowland. O último Cruze aparece rodeado por funcionários da unidade da GM, alguns com aparência consternada. 

A fábrica de Ohio produzia carros de passeio e outros veículos de forma ininterrupta há mais de 50 anos e emprega aproximadamente 1.700 trabalhadores. A unidade fabricava o Cruze desde 2011.

O futuro dos trabalhadores e da fábrica ainda será negociado com sindicalistas e o governo local. A unidade de Lordstown é uma das três que a empresa avalia desativar este ano nos Estados Unidos, além de outra no Canadá -- conforme plano de encerramento anunciado em dezembro pela GM.

De acordo com a "Reuters", a economia prevista com demissões nos EUA e Canadá é de até US$ 6 bilhões -- a estimativa é que cerca de 8.000 funcionários percam os empregos até o fim de 2020, uma redução de aproximadamente 15% no quadro atual. 

Ainda não está descartado, porém, que a unidade siga ativa, com a produção de outros modelos do portfólio da GM. Os planos da fabricante incluem novo foco na produção de modelos híbridos e elétricos, além de SUVs e picapes para o mercado norte-americano.

Cruze segue vivo no Brasil

O Cruze segue em produção no México, de onde é exportado para outros países. O modelo médio também tem sobrevida garantida no Brasil, que recebe sedã e hatch da Argentina, pelo menos até o final do ciclo do atual modelo. 

Sedã e hatch, inclusive, serão os primeiros carros da Chevrolet no país a trazerem internet Wi-Fi com conexão 4G dedicada. Ambos também vão receber, ainda neste semestre, uma reestilização de meia-vida, que deve seguir a atualização introduzida nos EUA no ano passado. O novo Cruze é um dos 11 lançamentos confirmados pela General Motors no Brasil para 2019.

A GM, porém, atravessa momento conturbado no Brasil, onde também negocia com governo, fornecedores, concessionários e funcionários condições para não encerrar linhas de produção no Brasil, após a revelação de que acumulou prejuízo nos últimos anos, apesar da liderança de mercado.