PUBLICIDADE
Topo

Dória chama Ford para tentar impedir fim da fábrica em São Bernardo

Linha de montagem da Ford em São Bernardo do Campo (SP) - Rodrigo Paiva/Folhapress
Linha de montagem da Ford em São Bernardo do Campo (SP)
Imagem: Rodrigo Paiva/Folhapress

Do UOL, em São Paulo (SP)

20/02/2019 13h47

Resumo da notícia

  • Governador de SP conversará nesta quinta-feira com representantes da montadora
  • Secretário de Economia do Estado, Henrique Meirelles também estará no encontro
  • Autoridades admitem que negociação deve ser "mais difícil" do que com a GM
  • Fechamento da fábrica em SBC pode causar quase 3 mil demissões

O governador de São Paulo, João Dória, e o secretário de Economia do estado, Henrique Meirelles, tentarão reverter a decisão da Ford de fechar a fábrica de São Bernardo do Campo, na região metropolitana de São Paulo. Ambos participarão de uma reunião na próxima quinta-feira (21) com executivos da empresa.

De acordo com informações da "Jovem Pan", as autoridades admitem que a negociação "deve ser mais difícil" do que a realizada com a General Motors, quando a montadora ameaçou fechar a fábrica de São José dos Campos (SP). Isso porque a decisão da Ford tem caráter global, como medida de tentar amenizar os prejuízos da empresa na América Latina.

A fábrica de São Bernardo do Campo começou a fazer automóveis em 1967 e atualmente produzia apenas o hatch Fiesta, além dos caminhões. Caso a decisão realmente seja cumprida, aproximadamente 2.800 funcionários podem ser demitidos.