Topo

Carros


Carros

Prefeito de São Bernardo se revolta com decisão da Ford de fechar fábrica

Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) tem 3 mil empregados - Rodrigo Paiva/Folhapress
Fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) tem 3 mil empregados
Imagem: Rodrigo Paiva/Folhapress

Do UOL, em São Paulo (SP)

19/02/2019 20h06

Resumo da notícia

  • Orlando Morando (PSDB) disse que não foi informado sobre fim das atividades
  • "Sempre respeitamos aqueles que geram empregos, por que agir assim?", disse o prefeito
  • Morando já teria procurado presidente da Ford, mas não obteve retorno

O prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Orlando Morando (PSDB), mostrou indignação com a decisão da Ford de "não ter avisado e tampouco dialogado com ninguém sobre sua decisão de deixar de atuar no segmento de caminhões na América Latina".

A montadora americana anunciou que fechará a fábrica na região metropolitana de São Paulo assim que acabarem os estoques dos modelos Cargo, F-4000, F-350 (estes três da linha de caminhões) e o compacto Fiesta.

"Sempre apoiamos o trabalhador de verdade, sempre respeitamos aqueles que geram empregos, por que agir assim? São 2.800 famílias diretamente e outras 2.000 indiretamente que mereciam uma chance de reagir, isso é uma covardia", disse Morando.

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou, em nota a UOL Carros, que o prefeito está inconformado, e, assim que soube da notícia pela imprensa, procurou o presidente da Ford no Brasil, que ainda não o atendeu. Disse ainda que já fez contato com o governador de São Paulo, João Dória, e Jair Bolsonaro, e que "aguarda o retorno" do presidente da República.

"O governador João Doria já se colocou à disposição para que junto com o prefeito pressione o presidente da Ford a fim de entender os motivos, amenizar o caos e garantir justiça e dignidade aos trabalhadores e a população de São Bernardo", concluiu.

Mais Carros