Topo

Seu Automóvel


Seu Automóvel

Seguro DPVAT: pedido de indenização pode ser feito no celular

Aplicativo do Seguro DPVAT pode ser baixado sem custo nas lojas Google Play e App Store - Divulgação
Aplicativo do Seguro DPVAT pode ser baixado sem custo nas lojas Google Play e App Store
Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/12/2018 17h48

Aplicativo que inicia processo pós-acidente de trânsito funciona em sistemas Android e Apple

Beneficiários e vítimas de acidentes de trânsito já podem dar entrada nos pedidos de indenização do Seguro DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres) através de um aplicativo para smartphone, lançado esta semana pela administradora do serviço, a Seguradora Líder.

O programa vale para os sistemas Android e iOS (Apple) e pode ser baixada gratuitamente -- basta pesquisar por "Seguro DPVAT". Como ele, é possível pedir indenizar por morte, invalidez permanente ou reembolso de despesas médicas decorrentes de acidentes de trânsito -- vale tanto para condutores, quanto para pedestres acidentados.

As seguradoras consorciadas e os corretores parceiros também poderão enviar os pedidos recebidos via aplicativo, aponta a Seguradora Líder. Espera-se que até 20% das solicitações de indenização já sejam realizadas pela plataforma digital nos primeiros meses.

Coberturas

Atualmente, o Seguro DPVAT tem três tipos de coberturas: "Morte" (R$ 13.500), "Invalidez Permanente" (até R$ 13.500) e "Reembolso de Despesas Médicas e Hospitalares da Rede Privada de Saúde" (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até 3 anos a partir da data do acidente.

De janeiro a junho deste ano, foram pagas às vítimas de acidentes de trânsito no país 169.018 indenizações, uma queda de 12% em relação ao mesmo período do ano passado.

Acredita-se que as informações de fraude e também o combate a este tipo de desvio tenham influenciado a baixa no total de pagamentos. Investigações divulgadas no começo de 2018 apontaram que fraudes e irregularidades no DPVAT custaram pelo menos R$ 2,1 bilhões aos cofres do fundo, entre 2005 a 2015.

Neste período, foram pagos ao menos R$ 1,7 bilhão em indenizações indevidas, além de outros R$ 440 milhões em gastos administrativos irregulares.

Entre 2008 e 2017, um total de 4.522.895 indenizações foram pagas em todo o Brasil. No último ano, os casos de invalidez permanente lideraram as indenizações pagas pelo DPVAT, com 70% do total, ou 118.383 casos, número 18% inferior ao de igual semestre de 2017.

O Sudeste, que concentra a maior frota de veículos e a maior malha viária do país, é a região com maior número de acidentes de automóvel com mortes, 42% do total.

Mais Seu Automóvel