PUBLICIDADE
Topo

Primeira Classe

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Fiat e Jeep dominam e Onix cai para 65º lugar; veja ranking de agosto

Chevrolet S10  - Divulgação
Chevrolet S10 Imagem: Divulgação
Conteúdo exclusivo para assinantes
Rafaela Borges

Rafaela Borges é jornalista automotiva desde 2003, com passagens por Carsale e Estadão. Escreve sobre o mercado de veículos, supercarros, viagens sobre rodas e tecnologia.

Colunista do UOL

01/09/2021 16h44

O ranking de vendas de automóveis e comerciais leves em agosto foi marcado pela pequena presença de hatches compactos entre os dez mais emplacados e o bom desempenho da Chevrolet S10. Além disso, o Grupo Stellantis (Fiat, Jeep, Ram, Citroën e Peugeot) ocupou seis das dez primeiras posições entre os mais comercializados.

As três primeiras posições são da Fiat. A Strada liderou, com o Argo na segunda colocação e o Mobi na terceira. O Jeep Compass ficou com o quarto lugar. Apenas na quinta posição aparece um modelo que não é produzido pelo Grupo Stellantis. Trata-se do Hyundai HB20.

A Stellantis, principalmente por meio das marcas Fiat e Jeep, é a montadora que mais vem ganhando espaço no atual cenário econômico brasileiro e mundial. A crise da falta de semicondutores abalou muitas montadoras, especialmente a Chevrolet, que viu sua posição de líder desaparecer.

O Onix, que por muitos anos foi o carro mais vendido do Brasil, ficou em 65º lugar no ranking de vendas de agosto. A produção do hatch foi paralisada durante meses - a retomada foi anunciada este mês - por causa da falta de semicondutores.

O Grupo Stellantis soube lidar melhor com essa crise, que pouco afetou sua capacidade de produção. É certo que alguns itens deixaram de ser oferecidos, como o teto solar do Jeep Compass Longitude, por exemplo. Porém, de acordo com fontes ligadas à empresa, um dos trunfos é a capacidade de negociação com a matriz.

A subsidiária brasileira é fundamental para o Grupo Stellantis, principalmente por causa da Fiat. Isso dá margens para maior sucesso na negociação para o fornecimento de semicondutores com a matriz do grupo.

Hatches em baixa

Os três hatches compactos que aparecem entre os três mais emplacados são o Argo, o HB20 e o Mobi. Antigos integrantes dessa lista, como Onix, Polo e Gol, ficaram para trás. Isso mostra que o mercado é cada vez mais dominado por SUVs e picapes.

Na lista dos dez mais vendidos, há os SUVs Compass, Renegade, T-Cross e Creta. Entre as picapes, aparecem a Strada, a Toro e a S10. A queda dos hatches compactos não tem como principal fator a falta de semicondutores, apesar de esta ter afetado em cheio o Onix.

Esse cenário é mais incentivado pela situação econômica do Brasil, crise acentuada pela pandemia. Hatches compactos já vinham perdendo espaço antes da desaceleração provocada pela covid-19.

Com a pandemia, a situação de clientes desse tipo de modelo ficou ainda pior. Os preços dispararam, e a renda das famílias diminuiu. A inflação afeta todos os setores e causa constantes altas nos preços dos alimentos.

Nesse contexto, o consumidor de hatches compactos não está trocando de carro como antigamente, ou está optando por usados com mais tempo de uso - porque os seminovos também estão bastante caros.

S10 em evidência e ranking de SUVs médios

Se a situação não está muito legal para a Chevrolet, um de seus modelos salvou o mês e conseguiu posição no ranking dos dez mais emplacados. Esse veículo é a picape S10, que além de ser a décima mais vendida em agosto, ficou com o primeiro lugar entre as picapes médias feitas sobre chassi - a Toro, mais barata e menor, tem base de carro de passeio e não é concorrente direta.

A S10 teve 4.798 unidades emplacadas, ante as 4.363 da tradicional líder, Toyota Hilux. Nesse grupo, a terceira mais emplacada foi a Ford Ranger, com 2.180 exemplares. O segmento é formado ainda por Volkswagen Amarok, Nissan Frontier e Mitsubishi L200.

Entre os SUVs médios, segmento que teve dois importantes lançamentos neste ano, o Toyota Corolla Cross continua marcando seu espaço, mas deixou de ser ameaça ao Compass. O Jeep teve 6.819 emplacamentos em agosto, ante os 4.789 do rival, que foi vice-líder.

No mercado geral, o Compass foi o quarto mais vendido e o Corolla, o 11º. O Caoa Chery Tiggo 8 foi muito bem em agosto e ficou com a terceira colocação no segmento de SUVs médios, somando 1.383 unidades vendidas.

O Toyota SW4 aparece em quarto lugar. Já o Volkswagen Taos, que junto com o Corolla Cross é o grande lançamento da categoria em 2021, ficou com a quinta posição.

Os dez carros mais vendidos em agosto

1º Fiat Strada - 9.111
2º Fiat Argo - 7.711
3º Fiat Mobi - 7.538
4º Jeep Compass - 6.815
5º Hyundai HB20 - 6.795
6º Jeep Renegade - 6.710
7º Volkswagen T-Cross - 6.698
8º Fiat Toro - 6.685
9º Hyundai Creta - 4.822
10º Chevrolet S10 - 4.798

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL