PUBLICIDADE
Topo

Jorge Moraes

Importação põe preço nas alturas e faz Land Rover retirar versão do Evoque

Divulgação
Imagem: Divulgação
Jorge Moraes

Jornalista, Jorge Moraes trabalha com o segmento automotivo desde 1994. Presente nos principais salões internacionais, é editor do caderno de Carros no Diário de Pernambuco, diretor e apresentador do programa Auto Motor na Band, e âncora do programa CBN Motor na rádio CBN Recife.

Colunista do UOL

12/01/2021 15h54

Para quem achou que a crise gerada pela pandemia estaria fortemente concentrada em 2020, se enganou. A alta no dólar e, consequentemente, na libra esterlina (moeda utilizada no Reino Unido), está fazendo um estrago atrás do outro. A Land Rover do Brasil precisou retirar do seu portfólio a opção P300 da Evoque.

A justificativa da montadora britânica está, de fato, nos custos. Com a libra custando acima de R$ 7, a importação do utilitário estava deixando o preço nas alturas, perto dos R$ 400 mil.

Mas, para não deixar o consumidor desamparado, a Land Rover aguarda a chegada da versão híbrida do Evoque para, quem sabe, entrar no lugar da P300 no portfólio nacional da fabricante.

Além disso, a marca está apostando na versão P250, que continua disponível gerando 250 cavalos de potência no motor 2.0 turbo flex de 37,2 quilos de torque.