PUBLICIDADE
Topo

Caçador de Carros

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

De Compass a Tucson: veja os 10 SUVs usados mais procurados no mercado

Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

Colunista do UOL

17/06/2021 04h00

Aos poucos os utilitários esportivos, ou SUVs, vão abocanhando as outras categorias do mercado. Depois de "matar" as peruas, o atual alvo são os sedãs - e a maior prova disso é o Toyota Corolla Cross, que já vendeu 45% mais que o sedã nesse mês de junho.

Esse crescimento não é diferente no mercado de usados. De todos os carros avaliados pela minha equipe nos últimos 30 dias, 40% foram SUVs. O restante se divide em todas as outras categorias, algo desanimador para mim, um amante dos sedãs.

Já a OLX, plataforma de vendas que abrange todo o Brasil, divulgou que as vendas de SUVs em seu classificado quase dobraram no primeiro trimestre do ano quando comparado com o mesmo período de 2020. O crescimento foi de incríveis 96%, número muito maior que os 34% do crescimento do mercado de usado em geral.

Jeep Compass 2019 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Segundo este levantamento, o SUV que mais cresceu em vendas nesse período foi o Jeep Compass. Imagino que tenha a ver com a idade da atual geração do modelo. Lançado no segundo semestre de 2016, já como modelo 2017, boa parte dos primeiros compradores ainda estavam com o carro até o primeiro trimestre do ano passado, quando ainda estava no período de garantia do fabricante.

De lá para cá essa frota de Compass foi renovada por esses donos, e com isso inflacionou o crescimento nas vendas no primeiro trimestre desse ano, que foi 174% maior que no ano passado. O SUV médio da Jeep também lidera outros dois rankings, o de carros mais procurados e o de mais anunciados no classificado.

O segundo SUV com maior crescimento em vendas na plataforma foi o Jeep Renegade. Ele tem sido um fenômeno de vendas desde o seu lançamento, algo que contradiz a enorme quantidade de piadas e memes que circulam na internet, tentando atacar a imagem do modelo. O crescimento foi de 128% em relação ao ano passado.

Hyundai Ix35 2017 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Para minha surpresa, o Hyundai ix35 é o SUV que aparece em terceiro, com crescimento de 116%. O carro não é ruim, longe disso, mas consigo contar nos dedos a quantidade de ix35 que me pediram nos últimos anos.

Talvez seja porque, nos meus conteúdos, sempre critico a simplicidade do modelo, que empobreceu bastante desde que passou a ser fabricado no Brasil em 2013. Com isso, meus seguidores acabam optando por outros SUVs.

Na sequência aparece o Honda HR-V, com crescimento de 98% nas vendas. Esse sim é um carro que me pedem bastante, tamanha sua confiabilidade no mercado. Como todo bom modelo da marca japonesa, tem baixíssima desvalorização, algo que conquista muitos brasileiros.

Em quinto está o Kia Sportage, outra surpresa para mim. O modelo é o carro-chefe da marca no Brasil, mas o número de vendas não é tão significativo quanto o dos seus concorrentes. Não é dos carros que mais pedem para mim, mas pelo jeito o mercado gosta do modelo. Certamente a boa reputação da marca ajudou no crescimento de 95% nas vendas.

O Toyota Hilux aparece em sexto lugar no ranking. Cresceu 91%, número que é surpreendente, já que é dos modelos mais antigos listados, com presença no Brasil desde o começo dos anos 90. Ou seja, as vendas do modelo no mercado de usados poderiam ser mais estáveis, mas não foi o que aconteceu.

Ford EcoSport FreeStyle 2020 - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Em sétimo, o grande mico da lista, o finado Ford EcoSport, que cresceu 85%. O carro vinha bem nos últimos anos, com motores modernos e melhoria significativa na escolha de uma boa transmissão automática. Mas, com a saída da marca como fabricante no Brasil, saiu de linha e passou a ser um veículo "órfão". Não acredito que continue com esse crescimento nas vendas do mercado de usados nos próximos anos.

O oitavo colocado foi o Mitsubishi Pajero que, assim como o Hilux, é dos mais antigos dessa lista. O crescimento foi de 75%, número que também deve cair com o tempo. Isso porque a linha está cada vez mais desfalcada. O pequeno Pajero TR4, jipinho com poucos concorrentes no mercado, saiu de linha há mais de seis anos.

Mais recentemente, foi anunciado o fim do consagrado Pajero Full, para tristeza dos fãs de todo o mundo. A linha deve ficar somente com o Pajero Sport para segurar as pontas no mercado de novos, e certamente isso deve se refletir entre os usados no médio prazo.

Outra uma surpresa para mim foi o Renault Duster aparecer apenas como nono colocado. Ele cresceu 74%, número que ainda é muito bom, acima do mercado de usados como um todo. Mas a quantidade disponível no mercado é tão grande que imaginei que pudesse estar melhor ranqueado. Pelo menos para mim os pedidos de Duster são grandes.

Na última posição desse "top ten" aparece o Hyundai Tucson, com crescimento de 72%. Aqui estamos falando de modelos bem distintos, o "old" Tucson e o "new" Tucson. Em uma ordem cronológica o ix35 deveria estar entre eles, mas a marca sul-coreana fez uma grande confusão com esses nomes no Brasil. Na prática, o que se vê é cada um em uma das pontas da lista.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL