PUBLICIDADE
Topo

Caçador de Carros

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Carro usado com garantia x zero km: qual deles vale mais a pena?

Divulgação
Imagem: Divulgação
Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

Colunista do UOL

04/02/2021 04h00

O mercado de usados costuma oferecer bons negócios. E, quando digo isso, não me refiro ao preço pago pelo carro, mas sim pela qualidade dele. Quando o objetivo é unicamente pagar barato em um carro usado, a busca por melhores oportunidades perde o sentido.

Nunca tive um carro zero-quilômetro na garagem. Meus pais tiveram vários, mas quando chegou o meu momento de ter um automóvel, comecei com um usado com sete anos de uso, e com ele fiquei mais sete de muitas alegrias.

Foi no meu segundo carro que errei na escolha, e me dei mal nos dois anos que fiquei com ele. Aprendi bastante com esse erro, principalmente nos pontos que poderiam ter sido evitados na compra. Com o tempo, a ideia de ajudar pessoas na escolha de um bom carro usado foi amadurecendo, e hoje tenho orgulho de saber que milhares foram impactadas com isso.

Mas uma das objeções para compra de carros usados é o receio de não ter um problema coberto pelo fabricante, e ter que desembolsar uma boa grana para isso. A solução é muito simples: basta procurar um modelo que ainda tenha garantia coberta pelo fabricante.

Já foi o tempo que fabricantes davam apenas um ano de garantia nos carros novos. Hoje, boa parte oferece três anos, outros cinco, e alguns até mais do que isso. Para saber se o usado que está avaliando ainda está coberto pelo fabricante, basta olhar no manual ou na Nota Fiscal de compra, a data da venda, e calcular o término da garantia. Não se esqueço de conferir se as manutenções foram feitas em concessionária, caso contrário o carro perde a garantia.

No mês passado, um cliente solicitou um carro pequeno com transmissão automática e que tivesse garantia do fabricante. O orçamento era de cerca de R$ 55 mil. Para atender sua necessidade, foi sugerido um Nissan March SL 2019, com câmbio CVT, e o mesmo topou.

No momento da caça, uma primeira opção foi vistoriada, mas reprovada. Mesmo com pouco tempo de uso, o carro estava bem ruim.

Na segunda vistoria, feita nessa semana, o carro foi aprovado. Com apenas 17 mil km rodados, o March escolhido foi vendido novo em janeiro de 2019, portanto a garantia ainda é coberta pelo fabricante, pelo menos até janeiro do ano que vem.

Fiz questão de fazer um comparativo com o mercado de novos. O configurador do site da Nissan mostra que o March, que está com seus dias contados, parte dos R$ 64.300,00. Nesse caso, trata-se da versão SV com transmissão manual, portanto um carro mais simples. Já um SL CVT novo, igualzinho ao que meu cliente comprou, custa R$ 72.500,00.

Ficou claro para ele que fizemos o melhor negócio possível, e vou listar os motivos para quem ainda tem dúvidas:

Equipamentos

Nenhum modelo zero-quilômetro oferece a mesma lista de equipamentos presente nesse March SL 2019. Bancos com tecido aveludado, ar-condicionado automático e digital, multimídia com espelhamento de celular e controles no volante, câmera de ré, rodas de liga-leve e faróis de neblina são alguns dos mimos. Fora a transmissão automática, que por si só agrega muito valor ao carro.

Motor

Com o orçamento do meu cliente, somente veículos com motores 1.0 poderiam ser considerados. No caso do March, o motor 1.6 é muito superior em desempenho, além de ser famoso pelo baixo consumo de combustível.

Garantia

Veículo com baixa quilometragem e revisões feitas em concessionária tem poucas chances de ter algum problema. Mas, caso isso ocorra, tem um ano de garantia pela frente que deixaram meu cliente bem confortável.

IPVA

Optando por qualquer modelo novo, meu cliente não teria como fugir do IPVA 2021, que seria proporcional aos meses que faltam para acabar o ano, pelo menos aqui em São Paulo. No caso do usado, ele já havia sido pago pelo antigo dono no mês de janeiro.

Preço

Com todas essas vantagens, meu cliente ainda pagou mais barato que a maioria dos carros novos. Aqueles com preços mais próximos dos R$ 55 mil de orçamento são inferiores em equipamentos e possuem motores 1.0 com transmissão manual. Comparado com um March SL novo, a diferença é de bons R$ 17 mil.

Financiamento

Há quem defenda que a vantagem de comprar um carro novo é poder financiar com taxa de juros mais baixa. Já eu defendo que o melhor mesmo é comprar à vista, assim como meu cliente fez. Para comprar o novo, ele teria que financiar os outros R$ 17 mil e contrair uma dívida completamente desnecessária.

Se você só tem R$ 20 mil, compre um carro de R$ 20 mil. Evite cair na tentação de comprar algo além da sua capacidade financeira e, ao invés disso, guarde o que pagaria nas parcelas para poder comprar um carro melhor no futuro, também à vista.

Para finalizar, não tem problema se você não gosta do Nissan March. Garanto que pode fazer esse exercício com qualquer outro carro e encontrará uma opção melhor no mercado de usados.

Sempre gosto de deixar claro que isso não é um boicote ao mercado de novos. Esse segmento sempre vai existir e é fundamental para o crescimento da economia do país, além de renovar o mercado de usados, que tanto defendo. Para existir esse March usado, alguém teve que comprá-lo novo.