PUBLICIDADE
Topo

Ela Não Quer Guerra Com Ninguém: Parangolé reúne time de poderosas em clipe

Tony Salles, líder do Parangolé, e Mess Santos, diretor do clipe de Ela Não Quer Guerra Com Ninguém, posam com Lore Improta, Scheila Carvalho, Cacau Protássio, Cibele (irmã de Tony) e Sheila Mello - Divulgação
Tony Salles, líder do Parangolé, e Mess Santos, diretor do clipe de Ela Não Quer Guerra Com Ninguém, posam com Lore Improta, Scheila Carvalho, Cacau Protássio, Cibele (irmã de Tony) e Sheila Mello
Imagem: Divulgação

Renata Nogueira

Do UOL, em Salvador

23/01/2020 12h57

O Parangolé gravou ontem em São Paulo o clipe de Ela Não Quer Guerra Com Ninguém. A música, que celebra o empoderamento feminino, é a aposta do grupo comandado por Tony Salles para o Carnaval. Scheila Carvalho, esposa de Tony, participou do vídeo ao lado de sua ex-parceira do É O Tchan, a loira Sheila Mello. O time de poderosas contou ainda com a dançarina Lorena Improta e a atriz Cacau Protássio.

"A ideia é mostrar as mulheres empoderadas. Porque a música fala um pouco disso. Uma mulher independente não quer guerra com ninguém. Eu busquei mulheres que representem isso de fato", destaca Tony sobre suas convidadas.

"A gente quer passar a mensagem de quando a mulher se sente bem com ela mesma ela não quer guerra com ninguém, só quer ser feliz e pronto e acabou", completa Scheila Carvalho.

Ela Não Quer Guerra Com Ninguém virou aposta do Parangolé depois da boa recepção do público nos shows. Até então, a música de trabalho deles para o Carnaval seria Hoje Só Amanhã, que inclusive já teve seu clipe gravado que será lançado a tempo para a folia.

"Aconteceu a mesma coisa no ano passado com Abaixa Que É Tiro. A gente já estava com Open Bar estourada no verão, indo bem pra caramba, com a divulgação toda na rua. Mas tivemos que suspender tudo de última hora porque o povo escolheu Abaixa Que É Tiro, que inclusive acabou ganhando como a música do Carnaval. E agora está acontecendo a mesma coisa com Ela Não Quer Guerra Com Ninguém", diz Tony.

Com letra de Filipe Escandurras, compositor que domina os hits da Bahia, Ela Não Quer Guerra com Ninguém surfa na onda do meme criado em cima de um dos trechos da música Só Os Loucos Sabem, da banda Charlie Brown Jr.: "Um homem quando está em paz não quer guerra com ninguém".

Outra participação especial no clipe é da irmã de Tony Salles, Cibele, que está em um vídeo viral dançando ao lado do vocalista e da família. A direção é de Mess Santos e a previsão é que o clipe seja lançado na primeira quinzena de fevereiro.


Rodeado de mulheres

Com um público majoritariamente feminino, o Parangolé tem apostado em músicas que exaltam as mulheres. Há cinco anos à frente do grupo antes comandado por Léo Santana, Tony Salles diz trazer cada vez mais imprimir sua identidade no trabalho.

Scheila Carvalho e Tony Salles se abraçam durante o Ensaio do Parango, em Salvador - Mateus Ross/Divulgação
Scheila Carvalho e Tony Salles se abraçam durante o Ensaio do Parango, em Salvador
Imagem: Mateus Ross/Divulgação

"É muito natural porque sou rodeado de mulheres. Minha família só tem mulher. Até as cachorrinhas são meninas, não tem um macho. A gente acaba entendendo o mundo das mulheres, querendo ou não. Sou casado com a mesma mulher já tem quase 20 anos, tenho uma filha, minha mãe só anda do meu lado, só tenho irmãs. Eu como homem acabo vivendo no mundo delas."

Um pouco antes de lançar a música, em dezembro, Tony Salles fez até um vídeo com toda a família dançando a música. Só no Instagram, o registro já rendeu quase meio milhão de visualizações.

"Hoje percebo o quanto as mulheres se identificam com as músicas que eu faço. Por mais que eu queira que meu trabalho seja mais voltado para a dança, tem a mensagem também. E nos últimos tempos passamos a entender isso um pouco mais. Já está atingindo as mulheres de forma muito positiva. Quando passamos nas cidades fora de Salvador --que já é a nossa casa-- temos um termômetro do quanto funcionou. Então passei a levantar a bandeira de verdade", garante o cantor.

Scheila Carvalho concorda com o marido. "Não só uma música. É uma trajetória que acompanho desde a época que ele era do Cafuné e eu era apresentadora do programa Bom Demais, desde lá eu vejo o talento que ele tem. Depois, quando a gente começou a namorar, a admiração como fã virou amor, paixão, então é uma coisa tão difícil de expressar tamanha a emoção que eu estou sentindo agora de poder participar desse clipe com ele porque envolve tudo isso. É um sentimento muito forte."

Salvador