PUBLICIDADE
Topo

Salvador

Belo bloqueia parte de agenda do Carnaval por Gracyanne: "Prioridade"

O cantor Belo - Instagram/Reprodução
O cantor Belo Imagem: Instagram/Reprodução

Renata Nogueira

Do UOL, em Salvador

20/01/2020 16h36

Levando multidões por onde passa, Belo tem uma única exceção em sua agenda de shows no Carnaval: o dia em que sua esposa, Gracyanne Barbosa, desfila na Sapucaí. Neste ano, a dançarina cruza a passarela do samba do Rio de Janeiro na madrugada de domingo para segunda-feira como rainha de bateria da escola União da Ilha do Governador.

"Eu boto sempre como prioridade. Minha vida pessoal condiz com a profissional. É o único dia que eu não faço nada, o dia do desfile da minha esposa pela União da Ilha", comenta o cantor, que nesse ano fará Carnaval até fora do Brasil.

"Trabalho na quinta, na sexta, no sábado e no domingo... Terça-feira estou em Olinda, quarta-feira estou em Angra, quinta-feira viajo para Angola. Faço um Carnaval fora também. Eu só paro no dia 4 de março", conta Belo sobre sua programação no período de folia.

O pré-Carnaval já começa agitado. O cantor conversou com o UOL minutos antes de ele se apresentar na Arena Fonte Nova lotada, no último domingo, como uma das atrações do Ensaio do Parango, do grupo baiano Parangolé.

Junto com Gracyanne há 12 anos e casados há sete, Belo diz já não ter mais tanto ciúme da parceira, que é fisiculturista e famosa pelo corpo escultural. "Não existe ciúme sadio. Mas com a relação você vai aprendendo com a pessoa que está do seu lado e isso se torna mais leve. Não tem mais aquela coisa de roupa muito curta, até porque eu sou um privilegiado em ter uma mulher daquela. Sou privilegiado, fazer o quê. Mas todo mundo tem que ver uma beleza igual àquela."

Salvador