PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Rio vacina 80% da população adulta da cidade com ao menos uma dose

Equivalente a 62,5% da população total do Rio já recebeu ao menos uma dose da vacina contra a covid-19 - Jurandir Badaró/Futura Press/Estadão Conteúdo
Equivalente a 62,5% da população total do Rio já recebeu ao menos uma dose da vacina contra a covid-19 Imagem: Jurandir Badaró/Futura Press/Estadão Conteúdo

De VivaBem, em São Paulo

06/08/2021 10h25Atualizada em 06/08/2021 11h14

A cidade do Rio de Janeiro alcançou a marca de 80% da população adulta da cidade vacinada com ao menos uma dose contra a covid-19, segundo painel mantido pela Secretaria da Saúde da capital fluminense.

Também conforme o painel, atualizado às 9h45 (horário de Brasília) de hoje, o equivalente a 35,8% da população carioca já completou o esquema vacinal, com duas doses ou com apenas uma aplicação, no caso de quem tomou o imunizante de dose única da Janssen.

Já em relação à cobertura total da população carioca — incluindo não só maiores de 18 anos, mas também crianças e adolescentes —, 62,5% da população do Rio já recebeu ao menos uma dose contra a covid-19, enquanto 28% já completou o esquema vacinal.

Os índices são superiores ao registrado no Brasil como um todo. Segundo dados do consórcio de veículos de imprensa do qual o UOL faz parte, 49,61% dos brasileiros já receberam ao menos uma dose contra a covid-19, e 20,91% já completaram o esquema de imunização.

A Prefeitura do Rio já completou a imunização de quase toda a totalidade da população carioca acima de 60 anos e já aplicou ao menos uma dose na grande maioria das pessoas entre 30 e 59 anos, segundo gráfico do painel.

Ainda que com a vacinação adiantada, a Prefeitura do Rio se preocupa com o avanço da variante delta, detectada inicialmente na Índia. No estado, ela já aparece em 45% dos casos analisados pelo programa de vigilância genômica.

O secretário de Saúde do Rio, Daniel Soranz, estima que a delta deve se tornar predominante da capital fluminense em cerca de 30 dias. "E ela dissemina muito mais rápido, com muito mais velocidade que as demais variantes", disse, ontem, em entrevista à GloboNews.

Hoje, o prefeito Eduardo Paes (PSD-RJ) disse que a prefeitura identificou um aumento no número de casos de covid-19 no Rio, o que pode retardar a programação de reabertura anteriormente divulgada.

Os números exatos não foram divulgados pelo Executivo, mas um gráfico apresentado no boletim epidemiológico mostra um aumento da casa dos 5 mil novos casos por semana para 6 mil.

Na entrevista, o prefeito admitiu que o anúncio do plano flexibilização, feito na semana passada e que prevê até mesmo a liberação do uso de máscaras em novembro, pode não ter sido feito da melhor forma.

Saúde