PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Secretário diz que delta deve se tornar predominante no Rio em 30 dias

O secretário pediu que a população reforce as medidas de proteção para evitar a disseminação da doença - Reprodução/Youtube
O secretário pediu que a população reforce as medidas de proteção para evitar a disseminação da doença Imagem: Reprodução/Youtube

Do VivaBem, em São Paulo

05/08/2021 11h06

O secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, disse hoje que a variante delta do coronavírus deve se tornar predominante na cidade em cerca de 30 dias.

Presente em mais de 100 países, a variante preocupa por ser mais transmissível do que as outras cepas do vírus da covid-19. A mutação já está presente no Brasil e virou preponderante em muitos territórios que tinham a doença controlada, mas agora registram aumento de casos.

Dados divulgados pelo Rio apontaram que 45% das amostras analisadas obtiveram confirmação para a nova cepa na capital fluminense.

"A variante delta em todos os países que ela entrou em 30 dias já se tornou a variante predominante. Muito provavelmente aqui na cidade do Rio de Janeiro, nos próximos dias, ela vai ser a variante predominante, tenho expectativa que, em no máximo 30 dias, isso possa acontecer. E ela dissemina muito mais rápido, com muito mais velocidade que as demais variantes", disse Soranz, em entrevista à Globonews.

O secretário pediu que a população reforce as medidas de proteção para evitar a disseminação. "É uma combinação muito preocupante, são meses frios, meses de inverno, com a nova variante essa preocupação aumenta ainda mais", ressaltou.

O Ministério da Saúde informa que, até 3 de agosto, 287 casos da Delta foram identificados e notificados no Brasil. Até o momento, entre esses casos, 21 óbitos foram confirmados em Maranhão (1), Paraná (12), Rio (4) e Distrito Federal (4).

* Com informações do Estadão Conteúdo

Saúde