PUBLICIDADE

Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Posso tomar vitaminas sem orientação médica? Elas podem fazer algum mal?

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

20/07/2021 04h00

Resumo da notícia

  • As vitaminas devem ser indicadas por um profissional da saúde
  • O excesso no consumo destas substâncias pode causar reações alérgicas e toxicidade
  • Os sintomas mais comuns do exagero na ingestão de vitaminas são: náuseas, vômitos, diarreia e vermelhidão na pele

Não se deve tomar vitaminas sem a orientação de um profissional da saúde. Isso porque, se elas forem ingeridas em excesso, podem levar a reações alérgicas, além de causar toxicidade ao organismo. Os sintomas mais comuns são: náuseas, vômitos, diarreia e lesões de pele (vermelhidão). Porém, para cada vitamina, existem sinais mais específicos que indicam a chamada hipervitaminose, que é o excesso da substância no organismo:

  • Vitamina A: cansaço, irritabilidade, alteração do nível de consciência, irregularidades menstruais, visão turva e convulsões.
  • Vitamina C: cólica renal (cálculo renal), diarreia, calcificação dentária e sangramento.
  • Vitamina D: fraqueza muscular, apatia, dor de cabeça, dor óssea, obstipação intestinal e hipercalcemia (nível de cálcio no corpo acima do normal).
  • Vitamina E: cansaço, fraqueza muscular e visão dupla.
  • Vitamina K: icterícia e sangramento.
  • Vitaminas do complexo B: arritmia cardíaca, cefaleia, icterícia e formigamentos.

Por outro lado, a falta de vitaminas também traz problemas ao corpo. É importante saber que elas são responsáveis por manter o equilíbrio do funcionamento das células do corpo, ajudam em muitas reações do organismo e são essenciais para auxiliar na absorção de outros nutrientes, além de contribuir em funções hormonais, imunidade e controle de doenças.

É de extrema importância realizar exames periódicos para verificar se os níveis de vitaminas estão equilibrados. Somente assim, o profissional da saúde poderá indicar o uso de algum suplemento, se necessário. Afinal de contas, com uma dieta equilibrada é possível manter o corpo com os valores corretos destes elementos. Somente a vitamina D, que em situações mais comuns, precisa ser suplementada.

Fontes: Edvânia Soares, nutricionista da Estima Nutrição, em São Paulo, especialista em nutrição clínica, geral e nutrição esportiva; Roberta Frota Villas Boas, endocrinologista do Hospital Nove de Julho, em São Paulo; Salma Ali El Chab Parolin, médica endocrinologista do ambulatório do Hospital Universitário Cajuru, em Curitiba.

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um email para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no VivaBem.

Pergunte ao VivaBem