PUBLICIDADE

Topo

Equilíbrio

Cuidar da mente para uma vida mais harmônica


Equilíbrio

Ter um sono de qualidade é principal pilar da saúde mental, aponta estudo

Acordar se sentindo revigorado é um dos sinais de que seu sono é de qualidade - iStock
Acordar se sentindo revigorado é um dos sinais de que seu sono é de qualidade Imagem: iStock

Do VivaBem, em São Paulo

19/12/2020 15h39

Não é de hoje que dormir bem é apontado como um dos principais pilares da saúde do nosso corpo, algo capaz de reduzir o estresse e o risco de problemas como diabetes, hipertensão e até infarto. E um novo estudo, publicado no periódico Frontiers in Psychology, concluiu que um sono de boa qualidade é o principal fator modificável capaz de garantir a boa saúde mental e bem-estar de jovens adultos.

Na pesquisa realizada na Universidade de Otago (Nova Zelândia) com 1.110 pessoas com idade entre 18 e 25 anos, aqueles que afirmaram ter um sono de boa qualidade apresentaram menos que a metade de sentimentos negativos/depressivos em uma semana do que quem declarou ter um sono de baixa qualidade, além de relatem ter mais sentimentos positivos no mesmo período.

Como saber se seu sono é de qualidade? Segundo os pesquisadores, acordar revigorado, sem cansaço, é um bom indicador de que suas noites de sono são reparadoras. E é importante ressaltar que a qualidade do sono não está necessariamente associada à quantidade de horas dormidas, o que segundo os cientistas ficou claro no trabalho científico.

"Apesar de ter horas de sono insuficiente (menos de oito, para os pesquisadores) e dormir demais (mais de 12 horas) também estar associado a uma maior quantidade de sintomas depressivos e baixo nível de saúde mental, a qualidade do sono foi significativamente mais importante para gerar sentimentos positivos e reduzir os sintomas depressivos do que a quantidade de horas dormidas", afirmou a autora principal do estudo, Shay-Ruby Wickham.

Depois do sono de qualidade, os fatores mais importantes para a saúde mental foram a praticar regular de atividades físicas e o consumo regular de frutas, legumes e verduras. As pessoas que realizavam ao menos 30 minutos de exercício por dia e que comiam 4,8 porções de vegetais ao dia relataram ter menos sintomas depressivos e maior sensação de bem-estar do que as demais pessoas.

Equilíbrio