PUBLICIDADE

Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Por que sinto meus músculos dos ombros e das costas sempre doloridos?

Daniel Navas

Colaboração para o VivaBem

17/11/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Dor pode ter diversas causas. Na maioria das vezes, o problema está relacionado a uma postura ruim
  • Sedentarismo, estresse, tabagismo e falta de ergonomia no trabalho são também responsáveis pelo incômodo; dor também pode estar ligada à fibromialgia
  • O ideal é buscar ajuda médica especializada se a dor não passar em dois ou três dias
  • O tratamento será direcionado para a causa encontrada durante os exames, por isso a importância de procurar um ortopedista

As causas são diversas. Na maioria das vezes, a dor tem a ver com a má postura, que se dá por conta do sedentarismo, tabagismo, estresse e falta de ergonomia no trabalho, principalmente em frente ao computador. Além disso, o sintoma também pode estar ligado à fibromialgia, doença reumática em que a pessoa apresenta pontos dolorosos (de gatilho) em diversas regiões do corpo, de origem nos tecidos de sustentação do esqueleto, como fáscias, músculos e tendões.

As queixas de dores nos músculos, principalmente no conjunto costas e ombros, são muito frequentes. E a relação está na cintura escapular, região do nosso corpo que vai do pescoço às costas, passando pelas porções posteriores dos ombros. Ela é responsável por toda a sustentação da cabeça e dos membros superiores e está interligada por um conjunto de articulações (coluna, ombro e escapulotorácica) com músculos e ligamentos que se conectam e trabalham em grupo. Como foi explicado, desequilíbrios musculares, o mau uso do corpo, ou excesso de peso podem trazer uma sobrecarga a essas estruturas e se manifestar como dor.

O ideal é buscar ajuda médica especializada quando a dor não passar depois de dois ou três dias. E até a data da conversa com o profissional, certas soluções paliativas já podem ser tomadas —e algumas, para sempre:

  • Deitar sem travesseiro por alguns minutos, levando ao relaxamento de toda a musculatura de ombros e costas;
  • Compressas de calor local;
  • Massagens na região da dor;
  • Alongamentos;
  • Exercícios de fortalecimento muscular;
  • Readequar as condições de trabalho, deixando a tela do computador na altura dos olhos;
  • Apoiar sempre os cotovelos ao digitar;
  • Utilizar cadeiras adequadas.

No dia da consulta, o ortopedista fará a chamada anamnese, ou seja, uma entrevista com o paciente para saber mais sobre a sua história, e um exame físico detalhado. Isso para poder indicar os exames (radiografias, ultrassonografia ou exames de ressonância magnética) complementares relacionados aos possíveis problemas.

O tratamento será feito com base no diagnóstico. A reeducação postural, com exercícios de fortalecimento e alongamentos são suficientes na imensa maioria dos casos. Em pacientes portadores de alguma deformidade na coluna, a avaliação deverá ser mais criteriosa. Nos casos de fibromialgia, fisioterapia, medicamentos de uso crônico e mesmo a psicoterapia podem ser indicados.

Fontes: Cristiano Magalhães Menezes, presidente do Comitê de Coluna da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia) e chefe do grupo de coluna do Hospital Ortopédico Lifecenter, em Belo Horizonte; Edwiges Moura, reumatologista do HGF (Hospital Geral de Fortaleza); Mauro Superti, ortopedista e especialista em membros superiores do Hospital Marcelino Champagnat, em Curitiba; Roberto Ikemoto, presidente da SBCOC (Sociedade Brasileira de Cirurgia de Ombro e Cotovelo).

Pergunte ao VivaBem