Topo

Benefícios dos alimentos


Pasta de amendoim é saudável! Veja 7 benefícios do alimento

A pasta de amendoim sem açúcar e outros aditivos é uma aliada da saúde - Getty Images
A pasta de amendoim sem açúcar e outros aditivos é uma aliada da saúde Imagem: Getty Images

Samantha Cerquetani

Colaboração para o UOL VivaBem

09/03/2019 04h00

Resumo da notícia

  • A pasta de amendoim pode ser uma boa aliada da saúde, desde que não seja feita com açúcar
  • O alimento possui antioxidantes, minerais, vitaminas e proteínas, além de gorduras monoinsaturadas
  • Isso a torna interessante para quem pratica exercícios e quem tem risco de ter diabetes, entre outros benefícios
  • Veja como escolher a melhor pasta de amendoim e quem não deve consumi-la

A pasta de amendoim (ou creme de amendoim) é produzida a partir do amendoim torrado seco e moído, além de óleos e outros ingredientes que acrescentam sabor e textura. Ela é bastante consumida nos Estados Unidos, mas sua versão sem açúcar e conservantes tornou-se popular para os brasileiros ao ser uma alternativa para enganar a vontade de comer doces.

É comum muitas pessoas terem receio de consumir o alimento por ser bastante calórico, mas a pasta de amendoim possui gorduras saudáveis para o organismo. Além de conter minerais como magnésio, ferro e zinco, bem como antioxidantes, vitaminas do complexo B, vitamina E e proteína.

Uma colher de sopa (30 g) contém cerca de 163 kcal. Ela é uma fonte de energia bastante equilibrada e que fornece carboidratos, proteínas e gorduras saudáveis. Seu consumo ajuda quem malha e quer perder peso, além de prevenir doenças. Veja detalhes a seguir:

1. É indicada para quem pratica exercícios

Geralmente, os praticantes da musculação procuram duas principais propriedades nos alimentos: proteínas e calorias, que permitem a hipertrofia muscular (aumento de massa muscular). A pasta de amendoim é rica em proteínas e também é considerada um alimento hipercalórico natural. Por ser rica em potássio e magnésio, ela favorece as contrações musculares, previne as câimbras, reduz o risco de lesões e a fadiga muscular.

2. Faz bem para os ossos

Por conter magnésio, a pasta de amendoim ajuda a melhorar a saúde óssea. Isso ocorre devido ao mineral presente no alimento. Um estudo avaliou os impactos da suplementação de magnésio em mulheres com osteoporose após a menopausa e concluiu que o tratamento com o mineral, mesmo em curto prazo, foi capaz de reduzir a perda óssea.

3. Ajuda a fortalecer o sistema imunológico

A pasta de amendoim também é uma grande aliada da imunidade. Isso ocorre devido ao fato dela ser rica em vitamina E e antioxidantes. A vitamina E é importante para fortalecer os glóbulos brancos (que realizam a defesa do organismo), enquanto a B6 atua no fortalecimento dos glóbulos vermelhos (que realizam o transporte de oxigênio). Os antioxidantes, por sua vez, combatem os radicais livres --que influenciam no envelhecimento da pele e desenvolvimento de doenças.

4. Afasta risco de diabetes

Consumir de duas a três colheres de sopa de pasta de amendoim de quatro a cinco vezes por semana reduz o risco de desenvolver diabetes em 30%. Foi o que comprovou uma pesquisa divulgada pelo Journal of the American Medical Association. Isso ocorre por o alimento é fonte de ômega 9 e fibras. Por isso, junto com uma dieta equilibrada, ajuda a prevenir o diabetes tipo 2.

5. Contribui com o emagrecimento

Apesar de ser bastante calórica, a pasta de amendoim é composta de ácido oleico, um tipo de gordura monoinsaturada também encontrada em grandes quantidades no azeite e que ajuda na queima da gordura localizada. A boa notícia é que o consumo do alimento pode reduzir o peso, pois ajuda na saciedade.

6. Protege contra Alzheimer

O consumo regular do alimento ajuda a proteger o cérebro contra a doença de Alzheimer e o comprometimento da memória. É o que afirma um estudo que mostrou que alimentos com niacina diminuem em 70% a probabilidade da doença. O amendoim é um dos alimentos mais ricos em niacina --cerca de 10 mg em cada 100 g.

7. Afasta doenças cardíacas

A pasta de amendoim possui um ácido graxo monoinsaturado conhecido como "gordura do bem". Por isso, contribui para controlar o colesterol ruim do organismo, que pode obstruir as veias, e contém gorduras poli-insaturadas, que ajudam a reduzir os níveis de triglicérides. Além disso, em sua composição há substâncias como fitosteróis, ácido cumárico e resveratrol, antioxidantes que em conjunto com a vitamina E ajudam a prevenir as doenças cardíacas.

Como e quanto consumir?

Por ser bastante calórica, a recomendação é consumir até duas colheres de sopa por dia, juntamente com uma dieta equilibrada. É um alimento bastante versátil que pode ser adicionado em diversas receitas, além de ser consumido com pães no café da manhã. Quando for preparar um sanduíche de pasta de amendoim, opte por pães integrais.

Use a pasta de amendoim também com aperitivos. Escolha frutas como banana ou maçã, além de torradas. Se quiser variar, é possível usar a pasta de amendoim em recheios de bolos, em saladas, smoothies, em receitas salgadas com legumes, arroz ou frango, e também em tapiocas, com iogurtes e mingaus.

Como escolher uma pasta de amendoim boa para a saúde

Há diversas opções de pasta de amendoim no mercado e existe a versão cremosa e a que vem com pedaços da leguminosa. Um ponto importante é manter o hábito de ler o rótulo do produto a ser comprado. Evite os produtos que incluam açúcares, adoçantes ou listas muito extensas de ingredientes. O ideal é escolher uma que tenha apenas o amendoim como ingrediente, sem açúcar refinado, sal ou gordura hidrogenada.

Algumas marcas acrescentam outros alimentos na composição como mel, açaí e gengibre, que dão um sabor extra à pasta --se não houver outros itens adicionais, podem ser boas pedidas. E também é preciso se atentar para a quantidade de açúcar que é adicionada na pasta de amendoim. O excesso de açúcar torna o alimento ainda mais calórico e compromete os benefícios citados.

Riscos e contraindicações

A pasta de amendoim é considerada um alimento seguro, na maioria das vezes, mas o amendoim pode conter uma substância chamada aflatoxina, que é produzida por fungos e é tóxica e cancerígena. O mais preocupante é que estas toxinas não são eliminadas com o aquecimento.

Também possui alto potencial alergênico, o que causa urticárias ou diarreias. Por isso, é importante investir em produtos de boa procedência para minimizar os riscos ou investir em uma versão caseira.

Fontes: Camila Macarrão, professora do curso de nutrição da FMU (Centro Universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas); Marisa Resende Coutinho, nutricionista da Rede de Hospitais São Camilo de SP e Marisa Diniz Graça, nutricionista do Hospital Leforte.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Mais Benefícios dos alimentos