Topo

Tudo sobre Diabetes

Sintomas e tratamentos da doença


Tudo sobre Diabetes

Baixo nível de vitamina D é associado a fator de risco para diabetes

Tomar suplementos (com orientação médica) e se expor ao sol são medidas para aumentar a vitamina D no organismo - Getty Images
Tomar suplementos (com orientação médica) e se expor ao sol são medidas para aumentar a vitamina D no organismo Imagem: Getty Images

Do UOL VivaBem

02/02/2019 18h42

Uma pesquisa realizada por cientista da USP (Universidade de São Paulo) descobriu que a baixa concentração de vitamina D no organismo está associada a uma maior taxa de açúcar no sangue (glicemia), fator de risco para o diabetes

O estudo, publicado no periódico Menopause, foi realizado com 680 mulheres com idade entre 35 e 74 anos. Aproximadamente 90% das participantes apresentaram nível de vitamina D abaixo de <30 ng/ml (considerado insuficiente pela Edocrine  Society), e a glicemia média em jejum das participantes foi de 105 mg/dL --que já está alterada e pode ser um indicador de pré-diabetes.

As voluntárias que apresentaram baixo nível de açúcar no sangue e taxa elevada de vitamina D relataram ter hábitos como tomar suplementos com a substância (3% delas) e/ou se expor frequentemente ao sol. 

"Embora uma relação causal não tenha sido comprovada, o baixo nível de vitamina D pode desempenhar um papel significativo no diabetes tipo 2. Mais estudo são necessários, mas a pesquisa mostrou que a suplementação de vitamina D pode ajudar a controlar o açúcar no sangue", afirmou JoAnn Pinkerton, diretora executiva da The North American Menopause Society (NAMS), instituição responsável pelo jornal científico em que a pesquisa foi publicada. 

É importante ressaltar que só há deficiência da vitamina D no organismo quando a taxa da substância é menor que <20 ng/ml. 

A seguir, mostramos sinais da falta de vitamina D no corpo, problema que afeta aproximadamente 1 bilhão de pessoas no mundo. Se tiver um desses sintomas, procure um médico para saber o que realmente está acontecendo e, se necessário, qual a maneira mais adequada de aumentar o nível da substância no seu organismo.

1 - Dor óssea

Na deficiência de vitamina D, o nível do paratormônio --hormônio produzido nas glândulas paratireoides -- pode ficar alterado, aumentando a retirada de cálcio do tecido ósseo para a corrente sanguínea. Esse processo vai reduzindo a reserva do mineral no esqueleto até que se estabeleça o diagnóstico de osteopenia e, posteriormente, osteoporose. A condição também pode causar um defeito de mineralização nos ossos, resultando em raquitismo ou osteomalacia --amolecimento ósseo, que pode levar dor, deformidades e fraturas.

2 - Fadiga e fraqueza muscular

Com o baixo nível de vitamina D no organismo, há uma diminuição da absorção de cálcio, mineral essencial no processo de contração dos músculos. Isso pode prejudicar o trabalho muscular, gerando tanto a sensação de cansaço excessivo quanto falta de força para sustentar bem a estrutura óssea do corpo. O problema pode gerar dor ao se movimentar e até resultar em quedas --principalmente em idosos.

3 - Infecções respiratórias

Sofrer constantemente com gripes e resfriados indica que o sistema imunológico não está bem. E a vitamina D exerce um papel importante para tornar nossas células de defesa mais eficientes. A substância age nos linfócitos B e T, aumentando a diferenciação em macrófagos, além de elevar a produção de anticorpos e de citocinas anti-inflamatórias. 

Fontes: Marise Castro, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia Regional São Paulo; Christian Kelly Ponzo, nutróloga e gastroenterologista do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes, da Universidade Federal do Espírito Santo; Sandra Fernandes, professora do Curso Nacional de Nutrologia da Associação Brasileira de Nutrologia; e Patrick Rocha, médico clínico geral e presidente do Instituto Nacional de Estudos da Obesidade e Doenças Crônicas, consultadas em reportagem publicada em 08 de junho.

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: até dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Tudo sobre Diabetes