Topo

Pergunte ao VivaBem

Os melhores especialistas tiram suas dúvidas de saúde


Pergunte ao VivaBem

Dá para ficar surdo por causa do som alto na aula de spinning?

Pergunte ao VivaBem Spinning
Imagem: Fernanda Garcia/VivaBem

Gabriela Ingrid

Do UOL VivaBem, em São Paulo

15/01/2019 04h00

"Faço spinning e sempre fico preocupada com o volume da música. Posso ficar surda?"

Por mais assustador que pareça, dá. A exposição regular a sons que ultrapassam o limite do tolerável pelo corpo aumenta o risco de lesão auditiva. Aos poucos, as células da cóclea (parte auditiva do ouvido interno) começam a se deteriorar e dificilmente a pessoa percebe que está perdendo a audição. Quando o indivíduo relata algum sintoma, como um zumbido frequente, a perda costuma ser severa. Para piorar, o quadro não pode ser revertido.

No Brasil, o Ministério do Trabalho criou uma norma regulamentadora de atividades e operações insalubres, chamada NR15. Nela, é possível ver qual o nível máximo de exposição diária para determinado nível de ruído contínuo. Um barulho com 85 decibéis (dB), por exemplo, pode ser suportado por até 8 horas contínuas, sem lesão. Entretanto, se você aumentar apenas 1 dB, o número de horas já cai para 7.

Os fones de ouvido comumente ultrapassam 110 dB, o que garantiria apenas 15 minutos de exposição. Mas quanto tempo você fica de fone, ouvindo música em um volume alto? O mesmo ocorre na academia, durante as aulas de spinning. Certamente, o som ultrapassa os 110 dB e o indivíduo fica mais de 15 minutos na sala. Portanto, o risco de perda auditiva a longo prazo é alta.

Para se prevenir, o jeito é evitar o exagero. Seria ótimo que as academias tivessem um som ambiente que não ultrapassasse os 85 dB, mas não há uma lei para isso. Você pode baixar aplicativos no celular que têm decibelímetro, ou seja, medem, de forma não tão precisa, a intensidade de ruído do ambiente. Dessa forma, você pode pedir para o professor baixar o som. Se ele não topar, use um protetor auricular. E se você preferir usar um fone, o ideal é que o volume não ultrapasse 70% do máximo do aparelho.

Fontes: Jamal Azzam, médico otorrinolaringologia, membro titular da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial; Jeanne Oiticica, otorrinolaringologista, otoneurologista e chefe do Grupo de Pesquisa em Zumbido do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (Universidade de São Paulo).

Quais são suas principais dúvidas sobre saúde do corpo e da mente? Mande um e-mail para pergunteaovivabem@uol.com.br. Toda semana, os melhores especialistas respondem aqui no UOL VivaBem.

VivaBem no Verão

O UOL VivaBem está no litoral paulista com o VivaBem no Verão. Um espaço com atividades para você se exercitar, mas também curtir e relaxar na entrada da Riviera de São Lourenço. Venha nos visitar!

Data: do dia 27 de dezembro de 2018 ao dia 03 de fevereiro de 2019, de quinta a domingo 
Horário: das 16h às 00h
Endereço: Avenida da Riviera, ao lado do shopping, na praia de Riviera de São Lourenço
Entrada: gratuita

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

Pergunte ao VivaBem