PUBLICIDADE

Topo

Saúde

Sintomas, prevenção e tratamentos para uma vida melhor


Saúde

Conheça a vibrolipo, que ajudou Fabíola Gadelha a perder 25 kg em 3 meses

Vibrolipoaspiração feita por Fabíola Gadelha não é menos agressiva que a lipo "convencional" - Reprodução/Instagram @fabiolagadelhaoficial
Vibrolipoaspiração feita por Fabíola Gadelha não é menos agressiva que a lipo "convencional" Imagem: Reprodução/Instagram @fabiolagadelhaoficial

Gabriela Ingrid

Do VivaBem

03/05/2018 13h35

A repórter da Record TV Fabíola Gadelha compartilhou fotos nas redes sociais exibindo seu novo corpo. De acordo com a jornalista, ela perdeu 25 kg em três meses, resultado de uma combinação de alimentação saudável, atividades físicas e um procedimento chamado de vibrolipoaspiração.

“O procedimento que eu fiz foi uma vibrolipo, no início de 2016. É um procedimento menos agressivo que a lipoaspiração. Nele, foram tirados 6 litros de gordura do meu corpo, ajudando nas medidas", disse a apresentadora do "Cidade Alerta” ao site NaTelinha.

Veja também:

A vibrolipoaspiração é uma cirurgia plástica indicada para quem quer reduzir gordura localizada e acentuar o contorno da silhueta. "Ela é um tipo de lipoaspiração, a diferença é que o médico não precisa usar da força para introduzir as cânulas (tubos utilizados para a retirada de gordura), e, sim, somente direcioná-las", explica Ronaldo Soares, cirurgião plástico, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. No procedimento feito por Gadelha, é utilizado um aparelho que gera vibração na ponta desses tubos, provocando menos trauma nos tecidos.

Ao contrário do que Gadelha contou, no entanto, a vibrolipo não é menos agressiva que a lipoaspiração tradicional. "Essa leve vibração aumenta a efetividade do método e diminui os traumas nos tecidos lipoaspirados, mas na prática não existe nenhuma comprovação científica de que a vibrolipo é superior à lipoaspiração convencional, nem em resultados ou agressão ao corpo", diz Felipe Zampieri, cirurgião plástico formado pela USP (Universidade de São Paulo) e especialista em estética e reconstrução. Segundo o médico, com o planejamento e técnica corretos, ambos podem atingir o resultado esperado.

Soares concorda que o nível de segurança de ambos é parecido. "Todos os métodos de lipoaspiração utilizam cânulas para captar a gordura. Então, o grau de agressividade ao tecido é semelhante nesse aspecto", afirma. "Hoje sabemos que o que confere menos agressividade ao procedimento é utilizar cânulas mais finas, infiltrar solução com adrenalina e no plano correto da gordura (sem ser muito superficial e nem muito profundo)."

Após lipo e dieta, repórter da Record posta foto de biquíni e exibe curvas - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Após lipo e dieta, repórter da Record posta foto de biquíni e exibe curvas
Imagem: Reprodução/Instagram

Passo a passo

O procedimento é indicado para pacientes que estejam no peso ideal ou com um leve sobrepeso e gorduras localizadas, que fazem com que o corpo não tenha o contorno desejado, de acordo com Zampieri. "Essa gordura removida pode ser preparada inclusive para enxertos em áreas específicas, como mama, rosto e bumbum.

Na vibrolipo, primeiro são injetados soro fisiológico e adrenalina para reduzir a perda sanguínea. "Feito isso, é introduzida a cânula especial de vibrolipoaspiração. Ela transmite a vibração e aspira gordura de modo mais fácil e com menos esforço", diz Soares.

A técnica pode ser aplicada em todas as partes do corpo, sendo que a duração da cirurgia depende da quantidade de gordura que será aspirada, mas normalmente gira em torno de duas a três horas. O tempo de recuperação também depende das regiões e do volume lipoaspirado, mas geralmente é de cinco a 14 dias.

Após o procedimento, o paciente deve evitar esforços físicos por sete a 14 dias, usar meia elástica por sete dias, cinta elástica compressora por pelo menos 45 dias e fazer drenagem linfática. "Se a pessoa seguir todas as recomendações médicas de forma correta, a recuperação será muito mais rápida", afirma Zampieri.

Montagem de Antes e Depois de Fabíola Gadelha para matéria de UOL ESTILO - Antonio Chahestian/ Instagram/ Montagem/ UOL - Antonio Chahestian/ Instagram/ Montagem/ UOL
"Minha saúde estava comprometida. Ficava ofegante no vídeo, era difícil ficar em pé, tinha dores de cabeça, crises de gastrite, cansaço ao subir escadas..."
Imagem: Antonio Chahestian/ Instagram/ Montagem/ UOL

“O emagrecimento é consequência”

Segundo Gadelha, além da vibrolipo, ela mudou seu estilo de vida para perder os 25 kg. “Meu foco não era emagrecer, e sim ter uma vida mais saudável. O emagrecimento veio como consequência”, contou.

A apresentadora explicou que atualmente não faz mais uma dieta rigorosa, porém, busca se alimentar com coisas que gosta e que ao mesmo tempo sejam saudáveis. "De vez em quando como alimentos calóricos, mas com limites", diz.

Segundo a jornalista, para emagrecer é preciso comer bem e não deixar de comer. “Tudo na vida tem que ser na medida certa, até para emagrecer. O que eu busquei hoje e quero para vida inteira é o equilíbrio.”

VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook • Instagram • YouTube

Saúde