PUBLICIDADE

Topo

VivaBem

Moderna diz que proteção de sua vacina contra covid dura ao menos 6 meses

Vacina da Moderna é aplicada nos Estados Unidos e na Europa, mas não no Brasil - Mike Segar/Reuters
Vacina da Moderna é aplicada nos Estados Unidos e na Europa, mas não no Brasil Imagem: Mike Segar/Reuters

05/08/2021 13h21Atualizada em 05/08/2021 13h21

Washington, 5 Ago 2021 (AFP) - A farmacêutica Moderna afirmou hoje que a proteção de sua vacina contra a covid-19 continua forte durante ao menos seis meses e que a injeção de reforço que está testando gerou uma resposta de anticorpos "robusta" contra a variante delta.

Em uma recente análise de seu ensaio clínico de fase 3, ou fase final, a vacina anticovid da Moderna apresentou uma eficácia de 93% aos seis meses da segunda dose.

A empresa também está realizando ensaios clínicos com três reforços diferentes de covid-19.

Todos eles produzem altos níveis de anticorpos contra a cepa original do coronavírus e as variantes de interesse, incluindo a delta, identificada originalmente na Índia e muito contagiosa.

"Estamos satisfeitos que a nossa vacina contra a covid-19 tenha uma eficácia duradoura de 93% aos seis meses, mas reconhecemos que a variante delta é uma ameaça nova e importante, portanto devemos permanecer atentos", afirmou o diretor-geral Stephane Bancel em um comunicado.

O comunicado acrescenta que a Moderna espera apresentar neste mês o pedido de aprovação completa de sua vacina anticovid à Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA). Até agora, apenas seu uso emergencial está autorizado.

A empresa também iniciou estudos para outras vacinas, como a da gripe, a do zika e a do vírus sincicial respiratório, entre outras, e está desenvolvendo uma vacina da covid que possa ser armazenada à temperatura de geladeira.

VivaBem