Topo

Coluna

Adriana Miranda


Adriana Miranda

Boa alimentação foi fundamental para chegar aos 63 anos com corpo definido

Adriana Miranda aos 30, 40, 50 e 63 anos - Arquivo pessoal
Adriana Miranda aos 30, 40, 50 e 63 anos Imagem: Arquivo pessoal
Adriana Miranda

Aos 62 anos, ela é palestrante e entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Procuradora aposentada do estado de São Paulo, está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

Colunista do UOL VivaBem

19/06/2019 04h00

Nunca fui atleta profissional, tampouco competitiva. Mas, desde sempre, pratico exercícios físicos. E gosto demais! Por outro lado, apesar de todo empenho, dedicação e disciplina, demorei um bom tempo para definir a musculatura do meu corpo.

Tive sempre excelentes profissionais (treinadores, nutricionistas) que me auxiliaram. Mas, por mais exercícios que fizesse, era muito difícil conseguir um corpo definido.

Quando fazia uma dieta muito restritiva, conseguia mais definição, mas, por outro lado, acabava perdendo massa muscular. Ficava muito magra! Percebi que se não fizesse musculação corretamente e praticasse exercícios aeróbicos exageradamente, não ganhava músculos. Sem falar, é claro da importância da alimentação equilibrada!

Com a orientação de profissionais, e depois de muita experiencia, conclui que o segredo estava no equilíbrio entre treinos intensos de musculação, dieta adequada, com o teor certo de proteínas e carboidratos, exercícios aeróbicos com moderação, descanso e muita disciplina.

Boa alimentação é o segredo do sucesso

Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal
Para mim, dentre esses fatores, o mais importante para ter bons resultados é, sem dúvida nenhuma, ter uma alimentação saudável e balanceada. E isso não significa fazer sacrifício!

Desde quando comecei a me alimentar bem e conscientemente, isso se tornou tão natural que não preciso passar vontade, ao contrário, a alimentação se tornou também prazerosa.

A definição muscular está diretamente relacionada a uma baixa camada de gordura abaixo da pele. Quando ganhava músculos sem perder gordura, ficava com uma aparência mais inchada, por isso que a alimentação é muito importante.

Acredito que a dieta é, no mínimo, 70% do sucesso. Lembra daquela famosa frase: "Você é o que você come"? Pois bem, quando se trata de definição muscular, nada faz mais sentido. A alimentação é importante tanto para o processo de ganho de massa magra quanto de perda de gordura.

Por isso, não cometo mais o erro de achar que para queimar gordura e definir músculos não é preciso comer. A ajuda de um programa nutricional foi fundamental para alcançar bons resultados. Mas, é preciso ressaltar que definir os músculos não é tarefa fácil exige dedicação diária, esforço e muita paciência e disciplina!

*Adriana Miranda (@adrianammiranda) é palestrante e, aos 63 anos, entusiasta da vida saudável e das atividades físicas. Está sempre em busca de segredos para ter mais disciplina, foco e determinação, para manter a saúde física e um estilo de vida leve e positivo.

SIGA O UOL VIVABEM NAS REDES SOCIAIS
Facebook - Instagram - YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Adriana Miranda