PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Movimento de prazer: professoras de 'Sentada' dão dicas de sexo na internet

A fisioterapeuta Andrezza Cocchiarella tem mais de 1 milhão de seguidores no TikTok e já deu aula para cerca de 1300 mulheres. - arquivo pessoal
A fisioterapeuta Andrezza Cocchiarella tem mais de 1 milhão de seguidores no TikTok e já deu aula para cerca de 1300 mulheres. Imagem: arquivo pessoal

Gisele Rodrigues

Colaboração para Universa

25/04/2022 04h00

"Depois que começa não para." Isso é o que diz Luísa Sonza em seu mais recente hit com Ludmilla, "Café da Manhã". E errada ela não está. Nos passos de dança, que agora incendeiam as redes sociais, a cantora senta e rebola até o chão, simulando movimentos de uma relação sexual. E é com essa sentada cheia de prazer que duas influenciadoras viralizaram no TikTok e no Instagram, dando muitas dicas e até cursos para ter mais prazer nessa posição sexual.

A dançarina Sofia Seraphim, 27 anos, e a fisioterapeuta Andrezza Cocchiarella, 28, se denominam "professoras de sentada", posição sexual em que a mulher está por cima e tem o controle total da relação. Segundo elas, essa é uma das melhores posições para atingir o prazer, tanto feminino quanto masculino.

Falar sobre posições sexuais ainda pode ser um tabu entre as mulheres, mas as professoras enfatizam que não se trata apenas de falar sobre sexo, mas de promover o autoconhecimento, o que contribui para aumentar o prazer da mulher na cama.

Em busca da sentada perfeita

Graduada em dança e com mestrado na mesma área, mas com foco em sexualidade, Sofia começou a descobrir que os movimentos da dança poderiam ser ótimos aliados na hora da sentada, que nem sempre foi uma posição de prazer para ela. Foi compartilhando com amigas suas experiências de como se satisfazer mais com esses movimentos que teve a ideia de começar a falar sobre isso também nas redes sociais. Atualmente, a dançarina tem mais de 200 mil seguidores no TikTok e mostra na prática suas técnicas, com dicas de como melhorar o encaixe na cama.

"Quando meus parceiros me colocavam por cima, eu sempre encontrava uma desculpa para escapar, achava aquilo péssimo. Só aos 22 anos eu descobri, depois de algumas tentativas sozinha, que o movimento de rebolar com o quadril podia me dar prazer. Comecei a testar com um namorado e depois não parei mais. O principal foram as sensações que fui descobrindo."

a dançarina Sofia Seraphim (@sofiashiiu), 27 anos, se denomina "professora de sentada" - divulgação - divulgação
Depois de algumas tentativas sozinha, Sofia descobriu que o movimento de rebolar com o quadril podia dar mais prazer
Imagem: divulgação

A principal dica para uma boa sentada, segundo a dançarina, é soltar o quadril e ter um pouco de coordenação motora. Para ela, para se dar bem nessa posição, a mulher precisa apenas de uma dose de autoconfiança e se sentir bem em querer praticar a posição. "Não é preciso ter muita habilidade, é questão de treino para conhecer os encaixes e conseguir se entregar e aproveitar o momento. A sentada é uma ferramenta para nunca mais ter um sexo ruim."

A base é a rebolada

Segundo Andrezza, que é fisioterapeuta, essa é uma das melhores posições para atingir o prazer, tanto feminino quanto masculino. - divulgação - divulgação
Segundo Andrezza, que é fisioterapeuta, essa é uma das melhores posições para atingir o prazer, tanto feminino quanto masculino.
Imagem: divulgação

Por ser uma posição de domínio que exige mexer os quadris e resistência nas pernas, a fisioterapeuta Andrezza conta que ficar por cima é bom para o casal, pois a mulher por cima controla velocidade, ângulo e intensidade e, por isso, fica mais fácil manter o ritmo para alcançar o prazer. Além disso, estar no comando é interessante, pois dá uma sensação de poder.

Mas ela dá três dicais para começar:

  • em vez de apoiar os pés na cama, utilizar os joelhos e pensar em movimentos que provoquem atrito na região íntima;
  • mover o corpo de forma mais inclinada em cima do parceiro, de maneira a ter um encaixe melhor;
  • mexer os quadris e não as costas, ou seja, rebolar.

Sofia oferece um curso online no qual ensina como obter o melhor encaixe com o corpo inclinado. "Minhas aulas são bem práticas, ensino como fazer os movimentos da sentada na cama, de pé ou ajoelhada, mas sempre pensando em conseguir fazer esse atrito da região íntima. Também oriento alguns exercícios para evitar que a mulher se canse."

Apesar de qualquer pessoa ser capaz de experimentar essa posição, a dançarina alerta que toda mulher precisa ficar atenta aos limites de seu corpo. "Digo às minhas alunas que não se forcem a nada, que saibam até onde querem se permitir"

Foco nas mulheres, não nos haters

Andrezza também ensina as técnicas da sentada desde agosto de 2021, e mais de 1.300 alunas já ouviram seus conselhos. Logo em sua primeira semana nas redes sociais, seus vídeos começaram a viralizar no TikTok, e em poucos dias chegou aos 500 mil seguidores na rede, que hoje se transformaram em mais de 1 milhão.

"Minha formação também me ajuda a orientar as mulheres a se preparar para a posição. Para isso, também ensino nas minhas mentorias online e no curso que a base da rebolada é, antes de qualquer coisa, exercícios de alongamento e mobilidade, além de treinar o encaixe."

Mesmo recebendo milhares de mensagens de seguidoras que viram nela uma possibilidade de exercitar o autoconhecimento, Andrezza confessa que ainda hoje precisa lidar com muitos "haters" na internet.

"Recebo mensagens de pessoas questionando se eu não tenho coisas melhores para ensinar, mas quero acabar com esse tabu. As mulheres precisam conhecer seu corpo e encontrar o prazer, e isso não precisa ser desconfortável, cansativo ou doloroso. Basta utilizar os movimentos certos."

Sexo