PUBLICIDADE

Topo

Arcanos menores do Tarô guardam segredos dos quatro elementos. Descubra!

Arcanos menores do Tarô guardam segredos dos quatro elementos - Viva Luna Studios
Arcanos menores do Tarô guardam segredos dos quatro elementos Imagem: Viva Luna Studios

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

12/11/2021 04h00

Os quatro elementos estão em tudo e são muito conhecidos dentro do universo da astrologia por regerem os signos e trazerem atributos específicos a cada um deles. O pentagrama, estrela de cinco pontas usada na magia, também é uma representação dos quatro elementos e da chave de toda criação. Nele, a quinta ponta representa a quintessência, responsável em manter e unir todos os demais elementos.

Ao abrir a percepção para o que cada elemento apresenta enquanto simbologia, percebemos que eles estão, naturalmente, presentes em tudo que existe, inclusive no Tarô, ferramenta que se comunica através de símbolos que carregam diversas mensagens.

A estrutura do Tarô

Embora o Tarô seja um oráculo, ele sempre vai ter 78 cartas em uma estrutura predefinida e imutável, necessária para ele ser reconhecido como tal. Podemos pensar o Tarô como aquele que representa o próprio pentagrama, carregando as 22 cartas de arcanos maiores que simbolizam a quintessência e as 56 cartas de arcanos menores, que são divididas em quatro naipes representando os elementos ar, água, terra e fogo.

Perceber a presença dos quatro elementos nos arcanos menores ajuda a aprofundar ainda mais o entendimento de cada um deles e do Tarô enquanto ferramenta oracular.

A simbologia dos quatro elementos

Ar

O ar é responsável pelo nosso campo mental, pela expressão de nossos pensamentos e pela nossa consciência. Ele também está ligado à comunicação e ao intelecto.

Rege os signos: Gêmeos, Libra e Aquário. Possui, dentro da magia e da bruxaria, a espada como um de seus instrumentos mágicos. Tem como cores o azul, o branco, o cinza e também o amarelo.

Água

A água é considerada um elemento feminino e emocional, possuindo uma ligação muito forte com o poder da intuição, do subconsciente e do amor. A ela podemos associar as transformações e mudanças profundas, além dos sentimentos mais intensos.

É o elemento que rege os signos: Câncer, Escorpião e Peixes, tendo como instrumento mágico o cálice. Suas cores são o azul e o prateado.

Terra

A Terra é o elemento da nutrição, aquele que representa a fertilidade e a materialização das coisas. Com ela, é possível dar forma ao abstrato.

Rege os signos de Touro, Virgem e Capricórnio. Além de carregar como cores correspondentes o marrom e o verde, tem como instrumento mágico o pentáculo, um disco geralmente de madeira com um pentagrama envolto em um círculo.

Fogo

O fogo é o elemento mais dual, relacionado ao profano e também à espiritualidade. Ele representa a capacidade de transmutar e transformar as coisas, regenerando e trazendo purificação.

Rege os signos: Áries, Leão e Sagitário. Tem como cor o vermelho e o laranja e, como instrumento mágico a varinha.

Os quatro elementos no Tarô

Podemos identificar todos os elementos em cada arcano maior, já que eles trazem a representação da quintessência — responsável por unir todos os quatro elementos. No entanto, quando falamos dos arcanos menores do Tarô, cada naipe vai carregar a associação com um determinado elemento.

Se você quer aprender a ler Tarô ou descobrir seus segredos, essa informação é essencial para entender em qual esfera cada naipe trará mensagens e aprendizados, de acordo com o que cada elemento rege em nossas vidas.

Naipe de espadas

A espada é um instrumento mágico relacionado ao elemento ar. Sendo assim, o naipe de espadas vai ser representado por esse elemento, que vai trazer os aspectos mentais e a comunicação à tona. A espada também representa a capacidade de resolver os conflitos, oportunidade trazida a partir das reflexões das cartas desse naipe.

Em uma leitura, o surgimento de uma carta de espadas pode representar interesses intelectuais, comunicação, boas decisões, inteligência e clareza mental. Por outro lado, também pode simbolizar calculismo, frieza e indecisão.

Naipe de copas

Esse naipe é representado por um cálice, o instrumento mágico relacionado ao elemento água. Portanto, as cartas de copas trazem aspectos emocionais e intuitivos à tona, falando sobre processos internos que precisam ser vividos.

Em uma leitura, o surgimento desse naipe pode simbolizar o encontro com emoções rasas ou profundas, o reconhecimento de alguns sentimentos e transformações a partir de processos espirituais ou intuitivos.

Naipe de ouros

O naipe de ouros vem representado por uma moeda e, em alguns casos, por um pentáculo. Traz à tona questões práticas e muitas vezes ligadas à matéria ou ao próprio dinheiro. Também destaca a relação com o nosso corpo, a saúde e a natureza ao nosso redor.

Em uma leitura, o surgimento dos arcanos de ouros significa que estamos mudando de valores ou valorizando coisas novas, criando as bases para nossa estabilidade, conforto e prosperidade. Sobretudo, são cartas que pedem um olhar mais atencioso para a realidade.

Naipe de paus

O naipe de paus representa o fogo, por trazer o aspecto ativo e transformador. Muitas vezes pode falar de situações totalmente ligadas ao mundo carnal, mas também é importante lembrar que o fogo tem a ver com a transmutação e a capacidade de conexão espiritual.

Em uma leitura, o surgimento dos arcanos de paus simboliza a potência da ação, a capacidade criativa e impulsiva, além da característica regeneradora e transformadora que acompanha o elemento.