PUBLICIDADE

Topo

Após inocentar PMs de estupro, juiz é investigado por amizade com advogado

O juiz Ronaldo Ruth - Reprodução / Instagram
O juiz Ronaldo Ruth Imagem: Reprodução / Instagram

De Universa

11/09/2021 13h49

O juiz Ronaldo João Roth, do Tribunal de Justiça Militar do Estado, está sendo investigado pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP). Ele é acusado de ter favorecido o advogado José Miguel da Silva Junior ao absolver dois policiais militares acusados de estupro —que foram defendidos por Silva Junior. O caso aconteceu em Praia Grande, no litoral de São Paulo, em 2019.

Segundo reportagem publicada pelo G1, o Ministério Público do Estado de São Paulo recebeu denúncia apontando relação íntima de amizade entre o juiz e o advogado. Diversas fotos publicadas nas redes socias mostravam os dois juntos, inclusive em momentos de lazer, como no Carnaval.

Após receber a denúncia, o juiz Claudio Godoy, do TJ-SP, determinou que seja investigado o vínculo entre as partes, a fim de julgar se a proximidade influenciou na sentença.

Uma jovem de 21 anos afirmou ter sido forçada a praticar sexo oral e vaginal por dois membros da polícia dentro de uma viatura —mas o juiz Roth considerou que não havia provas suficientes para declarar os policiais culpados.

Universa entrou em contato com Ronaldo Roth e com José Miguel da Silva Junior, mas não obteve retorno até o fechamento desta reportagem.