PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

Estátua de Marilyn Monroe exibindo calcinha gera protesto nos EUA

A estátua já existia e foi realocada em Palm Springs - Getty Images
A estátua já existia e foi realocada em Palm Springs Imagem: Getty Images

Do UOL, em São Paulo

22/06/2021 11h18Atualizada em 22/06/2021 16h22

A inauguração de uma estátua de Marilyn Monroe em Palm Springs, nos Estados Unidos, gerou controvérsias no domingo (20). De acordo com o TMZ, manifestantes foram ao local apontar que a imagem foi representada de uma forma depreciativa para as mulheres.

Feita de aço inoxidável e com cerca de 8 metros, a escultura apelidada de "Forever Marilyn" possui uma estrutura em que o visitante pode ver a calcinha da representação da atriz quando se está por trás. A obra já existia e realocada na espera de atrair muitos turistas neste verão para aumentar a receita local.

Atualmente, ela encontra-se a 100 metros da saída do Museu de Arte de Palm Springs. A instituição, de acordo com o TMZ, também questionou a instalação e preocupou-se que as pessoas pensassem que a estátua faz parte do acervo do museu.

"Quando você sai do museu, a estátua é projetada para você olhar para a virilha e para as nádegas e tirar fotos. E isso não é mais aceitável", afirmou Emiliana Guereca, diretora-executiva da Women's March Foundation, ao Desert Sun.

"Pode ter sido aceitável na década de 1950, mas estamos em 2021 lutando contra a mesma coisa e as mulheres estão dizendo que basta."

A estátua é baseada em uma cena do filme "O Pecado Mora ao Lado", de 1955, estrelado pela atriz.

Errata: o texto foi atualizado
O filme "O Pecado Mora ao Lado" foi lançado em 1955, e não em 1995 como informado anteriormente

Direitos da mulher