PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

Conheça cinco indígenas que ensinam sobre sua cultura nas redes sociais

A rapper Katú Mirim fala sobre sua cultura nas redes - Divulgação/Rayssa Oliveira
A rapper Katú Mirim fala sobre sua cultura nas redes Imagem: Divulgação/Rayssa Oliveira

De Universa

19/04/2021 10h30

Hoje, segunda-feira (19), é Dia do Índio. O Brasil tem pelo menos 817 mil indígenas divididos em 305 etnias, com diferentes tradições e línguas. As mulheres indígenas são um grupo heterogêneo, com demandas plurais e que mudaram ao longo dos anos. A data de hoje é mais uma oportunidade de conhecer mais essas mulheres e causas.

Universa separou cinco personalidades que debatem de culinária e moda a políticas públicas e preconceitos contra seu povo. Confira.

Sônia Guajajara

Candidata à vice-presidente na chapa de Guilherme Boulos (PSOL) em 2018, Sônia Guajajara, que é professora do Ensino Médio, é atuante na defesa da demarcação das terras indígenas e debate políticas para a população indígena em sua rede.

Katu Mirim

A rapper Katu Mirim, filha de uma mulher preta e de pai indígena, foi doada a uma família branca e evangélica com apenas 11 meses de vida.

Sofreu abuso de um pastor, era proibida de ouvir música em casa que não fosse cristã e nunca pôde falar sobre sua bissexualidade ao pai adotivo. Nas redes, a artista usa do humor para falar sobre preconceitos contra indígenas e aproveita para ensinar a sua cultura.

Ysani Kalapalo

Ysani se apresenta no Instagram como a Indígena do Século 21, e em setembro de 2019 esteve a bordo do avião presidencial como integrante da comitiva de Jair Bolsonaro (sem partido) para defender na Assembleia Geral da ONU a política ambiental e indígena do governo.

Nas redes, fala da sua cultura, mas também de sexo e suas experiências dentro e fora da aldeia.

Eunice Baía

Em 2001, com apenas 10 anos, Eunice Baía ficou conhecida por interpretar a protagonista do filme "Tainá - Uma aventura na Amazônia", premiado no Brasil e em Chicago, nos Estados Unidos.

Hoje, formada em Moda, é dona da marca com arte indígena "OKA".

Ira Maragua

Aos 21 anos, Ira tornou-se influencer compartilhando com o público sua vida na aldeia, além de ensinar técnicas de maquiagem com frutos típicos como açaí e jenipapo.

Mulheres inspiradoras