PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

Após saida de Harry, princesa Anne é 1ª mulher a capitanear Marinha Real

Princesa Anne durante o casamento do príncipe Harry e Meghan Markle, em maio de 2018  - Getty Images
Princesa Anne durante o casamento do príncipe Harry e Meghan Markle, em maio de 2018 Imagem: Getty Images

De Universa, em São Paulo

20/02/2021 16h40

O príncipe Harry está afastado da família real há um ano e acaba de entregar seus títulos — com eles, o príncipe abre mão de ser chamado de duque de Sussex e também de funções que cumpria na família real, como ser capitão dos Royal Marines, força de infantaria anfíbia da marinha real britânica. Essa última ficará a cargo da tia dele, a princesa Anne, que fará história como a primeira mulher a ocupar o posto.

Fontes disseram ao Daily Mail que o príncipe William teria sido o primeiro membro da família real cogitado para chefiar os Royal Marines, mas que a princesa Anne teria surgido como a "escolha menos controversa" para evitar tensões entre os dois irmãos.

"Ela não vai causar polêmicas ou escândalos. Não seria justo tirar o cargo de um irmão [Harry, que entregou o título] e dar ao outro [William, futuro rei]", teria dito a fonte. A mesma pessoa afirmou que Anne é "querida" pelos fuzileiros navais.

Quem é Anne

Anne tem 70 anos, é a segunda filha da rainha Elizabeth 2ª e dona do título de princesa real. Ela tem experiência com cargos semelhantes: está ligada a 65 organizações militares e já é capitã das mulheres da Marinha Real.

A princesa é conhecida por ser discreta e muito eficaz em suas funções: em 2018, ela foi o membro da família real que mais trabalhou.

A saída de Harry e Meghan

Harry e Meghan deixaram a função de membros seniores da família real em janeiro de 2020 e foram viver nos Estados Unidos, país natal de Meghan, com o filho do casal, Archie, que vai completar 2 anos. Na semana passada, o casal anunciou a chegada do segundo filho.

Ontem o Palácio de Buckingham informou que o príncipe e sua mulher não retornarão ao centro da família. Com a decisão, tomada após uma conversa de Harry com a avó, rainha Elizabeth, o casal terá que devolver alguns títulos honorários e responsabilidades com instituições da nobreza.

"Embora todos estejam tristes por sua decisão, o duque e a duquesa continuam sendo membros muito queridos da família", informa o comunicado oficial.

Direitos da mulher