PUBLICIDADE

Topo

Beleza

Ruivo para negras: 5 mulheres dão dicas para chegar ao vermelho perfeito

Arielle Macedo, bailarina da Anitta, pinta o cabelo de vermelho há mais de uma década - Reprodução / Instagram
Arielle Macedo, bailarina da Anitta, pinta o cabelo de vermelho há mais de uma década Imagem: Reprodução / Instagram

Ana Bardella

De Universa

11/02/2021 04h00

"Você é branquinha, combinou com essa cor de cabelo": geralmente, mulheres brancas que pintam os fios de ruivo costumam escutar essa frase com frequência. O que parece um elogio, no entanto, carrega por trás um preconceito: a ideia de que os tons avermelhados não caem assim tão bem para as mulheres de pele escura.

A seguir, cinco ruivas negras contam por que decidiram mudar a tonalidade original dos fios e provam que o ruivo perfeito existe — e tem muito mais a ver com o estilo e a personalidade do que com a cor da pele de cada uma:

"Meu black vermelho chocava, mas, como boa leonina, sempre gostei de chamar a atenção"

Arielle não se imagina usando outra cor no cabelo - Reprodução / Instagram - Reprodução / Instagram
Arielle: "vermelho dá trabalho, mas não me imagino com os cabelos de outra cor"
Imagem: Reprodução / Instagram

"Pintei o cabelo pela primeira vez há 11 anos, antes até de começar a trabalhar com a Anitta. Nessa época, tomei a decisão inspirada na minha mãe, que usava também uma coloração avermelhada. Lembro até hoje da reação das pessoas: elas ficavam surpresas, porque, naquela época, não era comum ver uma mulher de black power, ainda mais vermelho. De lá pra cá, já cometi alguns erros. O pior deles foi misturar a tinta permanente com o relaxamento para alisar os fios, já que as químicas não eram compatíveis. Meu cabelo chegou a cair por causa disso. Hoje, sei que o vermelho dá trabalho, mas não me imagino com outra cor. Apesar de saber como retocar a raiz em casa, prefiro ter a ajuda de um profissional. Para manter a cor por mais tempo, uso um xampu pigmentante e estou sempre fazendo ciclos de hidratação no salão, como pede o cabelo crespo. Para quem tem receio de experimentar, minha dica é: na vida, só tentando para saber se você vai gostar ou não. Se joga!". Arielle Macedo (@ariellemacedo), 31 anos, dançarina e coreógrafa

"Para uma mulher preta, ser ruiva é uma mistura de força e liberdade"

Dhenifer Gomes tinha medo da tinta, mas se sentiu poderosa ao se ver ruiva - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Dhenifer Gomes: "ruivo é para todas"
Imagem: Arquivo pessoal

"Pelo Instagram, recebo muitas mensagens de mulheres pretas que pensam que o ruivo 'não combina' com elas. O que eu sempre aconselho é: faça, o ruivo é para todas. Logo que decidi pintar o cabelo e passei a comentar sobre isso com as pessoas, elas me olhavam com ar de questionamento, como quem diz: 'Você? Ruiva?'. Eu me sentia acuada, mas quando tomei coragem para fazer, senti um misto de força e liberdade indescritível. Era a primeira vez em um bom tempo que estava fazendo algo por mim mesma — e não estimulada pelo que os demais achavam ou esperavam. Mantenho o ruivo há quatro anos, retoco a raiz uma vez ao mês e tonalizo o comprimento a cada 15 dias. Como sei que manter uma rotina de cuidados é essencial, sigo um cronograma capilar que intercala hidratação, umectação, acidificação e reconstrução", Dhenifer Gomes (@_falamana), 21 anos, criadora de conteúdo

"Quando me vi ruiva pela primeira vez, me senti lindíssima"

Raiane aposta na umectação para deixar os fios saudáveis - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Raiane aposta na umectação para deixar os fios saudáveis
Imagem: Arquivo pessoal

"Sou ruiva há um ano e cinco meses. Desde a primeira vez que me vi com o cabelo avermelhado, me senti extremamente linda e com vontade de testar outras tonalidades semelhantes. Antes eu tinha medo de mudar, mas depois de pesquisar várias referências, tomei a coragem da qual eu precisava. Minha dica para quem quer mudar a cor do cabelo é escolher bem o profissional e, antes de fazer, tirar todas as suas dúvidas. Hoje, faço o retoque uma vez por mês, já que tenho um crescimento rápido, e costumo sempre hidratar o cabelo. Meus cremes favoritos são os que contêm óleos vegetais na fórmula, como rícino, linhaça e coco. De 15 em 15 dias, também faço uma umectação". Raiane Tomaz (@raianebs), 27 anos, estudante

"Meu cabelo chamativo é um reflexo da minha personalidade"

Núbia usa um alongamento com fios orgânicos - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Núbia usa um alongamento com fios orgânicos
Imagem: Arquivo pessoal

"Adoro ter cabelos volumosos, por isso uso um alongamento com fios orgânicos, que são semelhantes aos fios naturais. Quando decidi migrar para o ruivo, foi um marco para mim: comecei primeiro com um tom escuro e depois fui mudando. Três anos depois, sigo apaixonada pelo vermelho. Faço a manutenção a cada três meses, sempre cuidando para que a raiz não fique diferente do comprimento. Meu maior erro nesse período foi quando inventei de passar um produto com pigmentação rosa nos fios, que deixou a casa inteira dessa cor. Não recomendo! Mas, brincadeiras à parte, recomendo que a transição seja feita com a ajuda de um profissional e acho que o ruivo é perfeito para qualquer tonalidade de pele: ele levanta o visual e dá uma luz diferente no rosto. Chamo muito a atenção e amo demais! Meu cabelo demonstra a personalidade forte que eu tenho." Núbia Vogue (@nubia_vogue), 30 anos, modelo e bailarina

"Senti que me encontrei no ruivo. Não pretendo mudar tão cedo"

Raiane incentiva mais mulheres a testarem o ruivo - Raiane incentiva mais mulheres a testarem o ruivo - Raiane incentiva mais mulheres a testarem o ruivo
Raiane incentiva mais mulheres a testarem o ruivo
Imagem: Raiane incentiva mais mulheres a testarem o ruivo

"Pinto os fios há dois anos e senti que me achei nessa cor, por isso não tenho planos de mudar tão cedo. Como não tenho problemas em deixar a raiz crescer, faço a manutenção de seis em seis meses e hidrato toda semana. Depois de começar a usar tinta, percebi que o cabelo com química requer um cuidado mais intenso nesse sentido, para evitar o ressecamento. Nunca escutei críticas com relação ao tom dos fios: pelo contrário, quem me conhece costuma elogiar e por isso sei que acertei na cor. Por esse motivo, a dica que eu dou para quem está pensando em mudar para o ruivo é exatamente essa: pesquisar antes de ir ao salão referências de outras mulheres com estilos semelhantes ao seu, para já pisar no salão com a certeza de que você vai ficar linda". Raiane Silva (@raianesilvag), 26 anos, modelo

Beleza