PUBLICIDADE

Topo

Universa

Elba Ramalho sobre vida sem sexo após câncer: "Não morri e me sinto livre"

Elba Ramalho - Reprodução/Instagram
Elba Ramalho Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para Universa

01/10/2020 10h00

Elba Ramalho, de 69 anos, escreveu um texto emocionante para relembrar o período em que enfrentou um câncer de mama em 2010. Ela conta que descobriu a doença quando estava no Rio de Janeiro, após a maratona de Carnaval do mesmo ano em Pernambuco.

"Foi tudo uma surpresa. Tenho uma alimentação saudável, tomo cuidado com minha saúde e não esperava ter um câncer, mas ali estava. Eu tinha que aceitar e enfrentar a realidade. Há um caminho que se percorre entre descobrir, investigar, retirar e executar o tratamento sugerido", escreveu a cantora para a 'Vogue Brasil'.

A artista afirma que teve diversos sentimentos ao descobrir o câncer, passando pelo medo, fragilidade, aceitação e a esperança. "A palavra câncer tem um fardo pesado, é quase uma sentença de morte. Isso é um tabu que tem que ser quebrado. E é claro que a cabeça precisa estar no lugar porque é um processo que exige comunhão entre corpo e mente. O medo de morrer, de sofrer, de não superar acaba sendo maior que a possibilidade de sobrevida."

Após se curar do câncer, Elba optou pela castidade. "Coloco hoje o adendo de que seja feita a vontade de Deus até para um possível romance no futuro. Assim todos relaxam com relação a este tema e deixam viver o que eu quero, tranquila, sem sobressaltos. Não estou fechada para o mundo, mas para alguns embates. Não sou a primeira mulher a viver sem sexo e a querer se preservar de certos tipos de relação. Não morri, não sofri, não tive pesadelos e não me sinto só. Me sinto livre. Não entendo porque acham que preciso de contato físico. O amor não pode estar além disso? A vida é feita de escolhas. Tenho as minhas e sou bem feliz com elas. E inclusive tenho liberdade de mudá-las."

Universa