PUBLICIDADE

Topo

Direitos da mulher

ONU firma parceria com banco asiático para proteger mulheres na pandemia

ONU Mulheres e Banco Asiático de Desenvolvimento se juntam para intensificar as respostas à covid-19 - Divulgação
ONU Mulheres e Banco Asiático de Desenvolvimento se juntam para intensificar as respostas à covid-19 Imagem: Divulgação

De Universa, em São Paulo

11/09/2020 13h07

A ONU Mulheres firmou ontem uma parceira com o ADB (Banco Asiático de Desenvolvimento) para fornecer proteção para mulheres da região Ásia-Pacífico durante a pandemia do novo coronavírus.

A ideia é tentar investir parte do capital já direcionado para o combate a pandemia para inibir as consequências negativas que a pandemia trouxe para mulheres de todo o mundo, como desemprego e perda de renda.

"Pelo menos 152 países implementaram uma resposta fiscal à covid-19, mas poucos deles foram concebidos com atenção ao gênero e, portanto, estão perdendo uma oportunidade vital, disse a Diretora Executiva da ONU Mulheres, Phumzile Mlambo-Ngcuka.

Quando a igualdade de gênero é incluída como uma parte fundamental do processo de recuperação, ela não apenas constrói sociedades mais iguais, mas é um catalisador para a recuperação econômica, com potencial para adicionar R$ 13 trilhões (R$ 69 trilhões) ao PIB global até 2030.
Phumzile Mlambo-Ngcuka

Direitos da mulher