PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Giovanna Ewbank diz que já chorou durante o sexo. Isso é normal?

Giovanna Ewbank posa grávida - Reprodução / Instagram
Giovanna Ewbank posa grávida Imagem: Reprodução / Instagram

De Universa

17/06/2020 16h45

Em vídeo recente do seu canal no YouTube, Giovanna Ewbank contou, ao lado do marido Bruno Gagliasso, que já chorou em um momento "inapropriado" durante a quarentena. "A gente estava namorando, não sei o quê, de repente eu comecei a chorar", disse. "Não, não é que a gente estava namorando, a gente estava transando", corrigiu Bruno, confessando que ficou "desesperado", pelo fato de ela estar grávida. A apresentadora está à espera de Zyan, terceiro filho do casal.

Carolina Freitas, mestre em psicologia e especialista da plataforma Sexo Sem Dúvida, explica que durante a gravidez as mulheres costumam sofrer instabilidades emocionais causadas pela elevação dos hormônios — o que pode levar a crises de choro. No entanto, não apenas as grávidas estão sujeitas a chorar durante o sexo. "A possibilidade existe inclusive para os homens", ela aponta. Entenda os motivos:

Na cama, ficamos vulneráveis

Quando pensamos nas relações sexuais de forma humanizada, percebemos que se trata de um momento de entrega e envolvimento. "Nesta hora, pode acontecer de os sentimentos ficarem à flor da pele", detalha Carolina. A psicóloga explica que o choro pode se dar antes ou durante o sexo, caso um sentimento forte seja despertado. "Não necessariamente o choro será de tristeza. Às vezes, pode ser gerado pela felicidade de estar com quem se ama ou pela experiência de uma forte conexão", explica.

No entanto, o tipo mais comum de choro no sexo é pós-orgasmo, que recebe o nome de disforia pós-coito. "Em teoria, o orgasmo deveria proporcionar sensações boas, de bem-estar, depois de acontecer. No entanto, algumas pessoas sentem tristeza ou vergonha logo em seguida, o que pode resultar no choro", aponta.

Em geral, nas mulheres o problema está relacionado à cultura. "Não somos educadas para sentir prazer. Por isso muitas de nós desenvolvem o receio de se entregar ou perder o controle na hora do sexo. Quando isso acontece, a pessoa acaba sentindo culpa".

Em compensação, nos homens o choro ou a tristeza depois das relações geralmente está atrelado ao sentimento de vazio. "Alguns relatam sentir insatisfação logo após o sexo, como se 'estivesse faltando alguma coisa', principalmente quando não se permitem dar ou receber afeto", diz.

A profissional alerta que, durante a pandemia, as chances do choro aparecer aumentam. "É uma situação atípica e que mexe com a libido. Algumas pessoas têm o desejo sexual elevado durante o período. Outras não conseguem pensar em sexo. E muitas intercalam períodos de mais ou menos desejo, dependendo de como estão encarando o cenário geral".

Não precisa se desesperar

Pela forma como contou a história, Bruno ficou sem jeito diante do choro da esposa, o que é bastante comum. "Não é a reação esperada, por isso os parceiros podem ser pegos de surpresa. No entanto, se acontecer, o mais importante é acolher o outro, oferecendo afeto e respeitar a sua vontade". Ou seja: caso a pessoa esteja no clima para continuar, tudo bem. Caso não esteja, o melhor é deixar o sexo para outro momento, avisar que está disponível para conversar e manter o carinho.

Sexo