PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Fernanda Lima cita mudanças no corpo após gravidez: 'Barriga flácida'

"De roupa tudo bem, o problema é quando coloco biquíni. Tem aquelas "dobrinhas" nas costas e nunca estamos satisfeitas", contou a apresentadora - Patrícia Devoraes/Brazil News
"De roupa tudo bem, o problema é quando coloco biquíni. Tem aquelas 'dobrinhas' nas costas e nunca estamos satisfeitas", contou a apresentadora Imagem: Patrícia Devoraes/Brazil News

Carol Martins

Colaboração para Universa

10/03/2020 00h23

Fernanda Lima aos poucos vai voltando à vida social após o nascimento de sua terceira filha, Maria Manoela, prestes a fazer cinco meses. A apresentadora falou sobre como encara a transformação do corpo com uma gestação aos 42 anos, diferente da primeira, aos 30 anos de idade, ainda que tenha engordado 18 quilos em ambas as experiências.

"De roupa tudo bem, o problema é quando coloco biquíni. Tem aquelas 'dobrinhas' nas costas e nunca estamos satisfeitas. O que mais fico triste é a barriga. Fica super flácida", disse ela durante o desfile da Renner, no Jockey Club de São Paulo.

"Mas estou tão feliz. Obviamente o corpo e a pele mudam, mas no geral está sendo maravilhoso porque estou muito mais presente e muito menos preocupada com o trabalho, com o peso e com o que vão falar. Estou muito mais focada em estar presente com minha família e fazer com que ela se baste dentro de casa", explicou.

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert - Patrícia Devoraes/Brazil News - Patrícia Devoraes/Brazil News
Imagem: Patrícia Devoraes/Brazil News

Desde que a neném nasceu, Fernanda se dedica exclusivamente à amamentação e está em função da família — o marido Rodrigo Hilbert, com quem tem os gêmeos João e Francisco, de 11 anos. "Estamos 'felizões' vendo TV, descansando. Sem aquela sensação de que estamos perdendo alguma coisa. Os meninos estão apaixonados por ela e o Rodrigo chega em casa do trabalho morrendo de saudades. Natal, Réveillon e Carnaval foi com todos dentro de casa", contou.

Fernanda lembrou ainda a intensidade do finalzinho da gravidez e o pós-parto. "Foi super difícil porque enjoei até a última semana. Fui uma grávida zero plena. Fiquei na concha, me fechei e só meditei. Mas sabia que uma hora isso ia passar e nascer. Foi assim com os meninos", contou. "Aí começam outras questões, que eu prefiro muito mais o bebê no colo do que na barriga. Prefiro ficar em claro do que enjoada na cama com azia e com insônia".

Já a relação de cumplicidade com o apresentador do GNT é considerada por Fernanda sua melhor fase. "Depois dos quarenta dias, voltamos a ter nossa vida íntima normal, na medida do possível. Parece que começou agora nossa relação. Já vão aí 16 anos juntos", disse.

Mães e filhos