PUBLICIDADE

Topo

Pausa

Pare, respire e olhe o mundo ao redor


'É uma música de superação', diz cantora de hit 'Tudo Ok'

Mila, cantora de hit "Tudo ok" - Reprodução/Instagram
Mila, cantora de hit "Tudo ok" Imagem: Reprodução/Instagram

Marcos Candido

De Universa

17/02/2020 04h01

Quer deixar seu ex desesperado neste Carnaval? Siga os seguintes passos:

Primeiro: dá uma checada no look. O cabelo tá ok? Ok! Marquinha? Ok. Sobrancelha, ok. A unha também está okay? Então, pronto. O último passo é brotar em um bailão e encontrar o ex. É hoje que ele paga por todo mal que ele te fez!

Essa é a receita do sucesso da música "Tudo OK". Lançado em novembro de 2019, o bregafunk cantado por Thiaguinho MT e Mila tem mais 77 milhões de visualizações só no YouTube e deve ser o grande hit do Carnaval deste ano.

Produzida por JS Mão de Ouro, a música viralizou e virou meme até com Bruna Marquezine. Só a coreografia oficial de "Tudo Ok" já foi assistida por mais de 12 milhões de pessoas no YouTube.

A música agitou a vida e a carreira de Mila. A cantora conversou com Universa por telefone logo depois de pousar em Porto Alegre para um show. Nos próximos dias, já tem apresentações marcadas em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Na última semana, Mila gravou uma apresentação para o "Caldeirão do Huck" e estrelou a ação de uma marca de cosméticos no Instagram. Ela tem mais de 700 mil seguidores na rede.

"Hoje eu estou com uma unha em formato bailarina e roxa", diz. Nascida em Santos, no litoral de São Paulo, ela também mantém a marquinha ok. "Tenho que estar 'tudo ok' para valer a música, né?", brinca. Para ela, a ideia é não encanar ou perder muito tempo com aparência. "A dica que dou para ficar com uma unha ok é ter ela do que jeito se gosta, cada uma com seu jeitinho", diz.

A intenção da letra, conta ela, é mostrar que se arrumar também é uma forma de amor próprio. "A brincadeira do cabelo ok vai muito além disso. É uma música de superação, que incentiva a mulher a se aceitar, se amar em primeiro lugar e ser feliz", explica.

Artista começou na carreira solo

Mila foi convidada por Thiaguinho MT para dividir os vocais da música bregafunk, gênero cada vez mais popular no Nordeste, e representar as mulheres na letra.

Aos 18, Mila se mudou para São Paulo para trabalhar em uma produtora musical. Desde os 22, cantava em uma dupla sertaneja. Há seis meses, decidiu seguir carreira solo e gravou com artistas como Jojo Toddynho e 'estourou' com a segunda parceria musical, "Tudo ok"."O bregafunk me escolheu", diz ela.

Quando fez os vocais para "Tudo Ok", Mila já acreditava que a música seria um sucesso. Mas a repercussão foi ainda maior. Desde então, recebe mensagens de mulheres que se identificam com a letra. "A música tem uma mensagem de empoderamento. Muitas mulheres me escrevem para me agradecer, dizendo que tiveram forças ao me ouvir. É uma alegria e uma responsabilidade."

Pausa