PUBLICIDADE

Topo

Modelo sobre acusações de assédio ligadas a Mario Testino: "Todos sabiam"

O fotógrafo Mario Testino - AFP
O fotógrafo Mario Testino Imagem: AFP

De Universa

16/02/2020 13h02

Premiado e reconhecido mundialmente, o fotógrafo Mario Testino chegou a fechar seu escritório em Nova York em 2018, depois que 13 pessoas o acusaram de assédio sexual em uma reportagem publicada pelo "The New York Times". Eram modelos e assistentes dizendo que ele forçava investidas e relações sexuais.

A supermodelo britânica Edie Campbell confirmou, em entrevista ao jornal "The Independent", que "todos sabiam" do comportamento de Testino no mundo da moda. E não só do dele, na verdade. Bruce Weber, outro fotógrafo de moda renomado, também entra na lista dos acusados por assediarem modelos durante os shootings — ambos negam as acusações.

Já ao falar de Terry Richardson, também denunciado por diversas modelos por abuso sexual, Edie diz que ele "sempre foi asqueroso". E afirma que há vários outros nomes da moda que deveriam ser expostos por seus comportamentos inadequados e reprováveis. "Mas demanda muito de alguém dizer que algo não é aceitável", afirma.

Ela mesma já passou por algumas situações de abuso e, para resolvê-las, preferia se afastar e não trabalhar mais com o assediador. "Eu teria uma tolerância menor com essas coisas agora porque tenho quase 30 anos. Sou financeiramente segura e não tenho nada a perder. Mas não seria assim se eu tivesse 19 anos novamente, quando eu teria feito qualquer coisa para ter sucesso. "

Violência contra a mulher