PUBLICIDADE

Topo

PM é suspeito de matar a mulher e depois se suicidar em Osasco

Suelma Sousa tinha 31 anos e foi assassinada pelo marido, o soldado Daniel Piauí - Reprodução/Facebook
Suelma Sousa tinha 31 anos e foi assassinada pelo marido, o soldado Daniel Piauí Imagem: Reprodução/Facebook

Bruno Madrid

De Universa, em São Paulo

10/01/2020 08h06Atualizada em 10/01/2020 21h01

O 10º DP de Osasco está investigando uma suspeita de feminicídio, ocorrido na manhã de ontem na cidade paulista. Um policial teria matado a mulher e depois cometido suicídio dentro da própria casa.

O suposto autor do disparo foi identificado como Daniel Piauí. Ele tinha 31 anos, como a mulher, Suelma Sousa, e havia entrado havia pouco tempo na corporação.

A arma supostamente utilizada no caso foi apreendida e encaminhada para perícia, de acordo com a Secretaria de Segurança Pública.

Segundo as investigações, os crimes teriam ocorrido após uma discussão ocorrida durante a madrugada. Suelma teria descoberto uma traição do marido.

Violência contra a mulher