Topo

Mães e filhos

Casal gay adota bebê portador de HIV que tinha sido rejeitado 10 vezes

Casal gay adota bebê de 28 dias portador do vírus HIV - Reprodução/Instagram
Casal gay adota bebê de 28 dias portador do vírus HIV Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

18/10/2019 19h01

Um casal gay argentino adotou uma garotinha portador de HIV positivo que tinha sido rejeitada por outras 10 famílias.

O bebê, Olivia, nasceu com o vírus. As tentativas anteriores de adoção não deram resultado, já que os pais estavam preocupados porque a criança tem o vírus da Aids.

Damian Pighin e Ariel Vijarra concordaram em adotar Olivia quando ela tinha 28 dias de vida. Eles disseram que sabiam que a adoção seria certa quando sentiram imediatamente um carinho pela criança.

"Assim que a vi, senti que ela fazia parte da minha vida", disse Vijarra para o site Infobae. "A conexão foi imediata. Nós a seguramos em nosso braços, demos mamadeira e ela nos olhou com os olhos abertos, sem chorar."

Damian e Ariel moram na província de Santa Fé e estão casados desde 2012. A Argentina legalizou o casamento entre pessoas do mesmo sexo em 2010. Eles ajudam crianças a encontrar famílias adotivas para a ONG Acunar Familias.

Olivia está sendo tratada e, segundo os médicos, o vírus está indetectável.

Mães e filhos