PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Grávida de 8 meses, Fernanda Lima diz que barrigão é tabu e assusta homens

Fernanda Lima está grávida de uma menina - Reprodução/Instagram
Fernanda Lima está grávida de uma menina Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

14/10/2019 10h47

Próxima de dar à luz o terceiro filho —uma menina—, a modelo e apresentadora Fernanda Lima afirmou que o assunto gravidez ainda é um tabu para muitas pessoas e assusta os homens.

Em entrevista publicada hoje pelo jornal "O Globo", Fernanda falou sobre a experiência de engravidar depois de ter completado 40 anos. Ela e o também modelo e apresentador Rodrigo Hilbert são pais dos gêmeos João e Francisco, de 10 anos.

Para Fernanda, a mulher grávida é anulada pela sociedade. "É como se falassem algo do tipo: 'Fica aí no seu canto, faz o seu trabalho e volta depois de parir'. Acho isso muito louco. Seis anos atrás fiz um 'Amor e Sexo' sobre gravidez e foi, disparado, o pior Ibope de toda a história do programa. O assunto ainda é um tabu, sim."

Ela disse que nas vezes em que foi à academia durante a gravidez apenas dois homens elogiaram seu barrigão, enquanto os demais pareciam ter medo.

"Neste estado, a mulher fica tão animal, tão forte, tão rica, que assusta um pouco", declarou.

Enjoos constantes

A apresentadora teve hiperêmese gravídica, que causa enjoos e vômitos durante a gestação. Por causa dessa condição, ela teve de ficar de cama e recebeu soro para se recuperar algumas vezes.

"Claro que tem mulher que fica muito bem e não dá para dizer que toda gravidez é complicada, que toda gravidez é chata. Mas acho que precisamos falar mais sobre quem passa por dificuldades do que romantizar a gestação, como se não fosse nada demais ficar grávida", declarou.

Fernanda acredita que é preciso falar mais sobre as mudanças físicas e hormonais da mulher durante a gravidez.

"A mulher passa por um momento de solidão, porque só a gente sabe o que está sentindo. A gravidez não é doença, mas é um estado que precisa de atenção, que necessita de um olhar", afirmou.

Mães e filhos