PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Primeiro filho atrapalha sono de pais por até seis anos, diz estudo

Da Universa

26/02/2019 12h43

Ter, pela primeira vez, um bebê na família pode ser uma grande alegria, mas o sono da mamãe e do papai não é totalmente satisfatório por até seis anos depois do nascimento da criança. A conclusão é de um estudo da universidade de Warwick (Reino Unido).

Em colaboração com o Instituto Alemão de Pesquisas Econômicas e universidade de West Virginia, a pesquisa analisou o sono de 4659 pessoas que tiveram filhos entre 2008 e 2015.

Nos primeiros três meses após o parto, mães dormem, em média, uma hora a menos que antes da gestação. Já os pais perder, aproximadamente, 15 minutos. Quando as crianças chegavam ao período de 4 a 6 anos, as mães perdem 20 minutos de sono e os pais continuam com o mesmo índice.

Pais de primeira viagem costumam sofrer mais com essa perda das horas de descanso, assim como entre as mães que amamentam. Renda e ser mãe solteira não aparece com um fator relevante na comparação aos outros pais.
 

Mães e filhos