PUBLICIDADE

Topo

Mayumi Sato

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Musa dos anos 90, Núbia agora é rainha dos fetichistas por pés na internet

Núbia Oliiver criou a conta @nubiafeet para divulgar seus pés entre os adeptos da podolatria - Reprodução Instagram
Núbia Oliiver criou a conta @nubiafeet para divulgar seus pés entre os adeptos da podolatria Imagem: Reprodução Instagram
Mayumi Sato

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está "não estamos" só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Colunista de Universa

11/04/2021 04h00

Capa da Playboy dos anos 90, Núbia Oliiver é atriz, apresentadora, foi garota do Fantástico, cheerleader oficial do Campeonato Paulista e hoje agrega mais um título ao seu vasto repertório: é musa dos adoradores de pés da internet.

A podolatria, o fetiche por pés, que, durante muito tempo, foi pouco comentado e praticado com muita discrição, encontrou na internet um lugar onde seus adeptos parecem estar bem à vontade para expressar os seus desejos. Comentários como "mostra o pé" são comuns em publicações (em geral femininas) dos mais diversos assuntos: de selfie fitness a lives sobre política e economia.

Acontece que se o fetiche é pra todo mundo, o posto de musa não é para qualquer um. Há dois anos Núbia descobriu que seus pés são desejados por muita gente e resolveu criar um Instagram dedicado a eles. Ela conta que a ideia surgiu depois de receber um convite inusitado.

Minha assessoria recebeu o contato de um rapaz interessado em me contratar para fazer massagens nos meus pés. Na época eu achei que esse pedido era só uma desculpa de alguém interessado em outras coisas. Mas acabei convencida pelo pessoal da minha equipe de que era uma pessoa séria e que valia a pena entender um pouco mais da proposta.

Para evitar qualquer problema, Núbia conta que impôs algumas condições para o encontro, entre elas que eu iria com um acompanhante. "Poderia ser meu secretário ou um segurança, e essa pessoa topou. No fim, viajei para encontrá-lo e foi tudo como combinado. Ele realmente queria só massagear meus pés e nada mais!"

Na época, além de se dar conta do poder de sedução dos pés, ela também se surpreendeu com o rapaz que a contratou. "Era totalmente diferente do que eu imaginava: um jovem bonito, respeitador, culto, não era uma pessoa totalmente maluca. Hoje ele é um grande amigo!"

Desde então, Núbia tem se dedicado a entender cada vez mais o universo fetichista em geral, não só o da podolatria. Chegou, inclusive, a ter aulas com uma dominatrix profissional, a Mistress Charlotte. "Comecei as aulas on-line por conta da pandemia, mas não vejo a hora de partir para as aulas práticas."

A atriz tem achado importante aprender essas práticas com quem realmente entende para que sejam realizadas com segurança. "Muita gente confunde o BDSM [dominação e submissão] como práticas de dor, e não é necessariamente assim. É legal seguir e acompanhar as mulheres que entendem sobre esse universo, fazer cursos, ler sobre isso, antes de sair realizando algo que a gente acaba aprendendo em filmes que nem sempre refletem a realidade."

Voltando aos pés, além do Instagram dedicado a eles, Núbia também criou outra conta, de desapegos, com calçados icônicos usados em seus ensaios sensuais mais famosos e também no dia a dia. Esse foi mais um pedido dos fãs que, frequentemente pedem para comprar seus sapatos, tênis, até meias e calcinhas - todos usados e sem lavar!

Hoje ela fatura alto com o Instagram @nubiafeet e também com o Onlyfans, vendendo conteúdo exclusivo que inclui, é claro, fotos e vídeos dos seus pés.

Mas como eu disse no início do texto, o posto de musa não é para qualquer um. Depois de conversarmos entendi um pouco mais de onde vem esse poder de atração que ela exerce sobre os podólatras e fetichistas: Núbia fala sobre diferentes práticas com muito respeito, muito interesse em aprender, mesmo quando menciona que não tem desejo de realizar algumas delas. A forma tranquila como ela aborda esses assuntos é algo que a gente não encontra toda hora, em especial em uma pessoa que vem da grande mídia e que portanto recebe o bônus e o ônus de muita exposição. E até eu, que não tenho interesse em pés, me juntei aos seus fãs.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Mayumi Sato