PUBLICIDADE
Topo

É "lamentável" uso político da covid, diz líder em pesquisa de vacinas

Márcio Padrão

De Tilt, em São Paulo

23/05/2020 04h00Atualizada em 25/05/2020 14h04

Jerome Kim, diretor administrativo do IVI (Instituto Internacional de Vacinas, em inglês) criticou o uso político da pandemia de covid-19 por parte de alguns governos e, sem citar nomes, disse ter achado "interessante" quando "um presidente que no começo não estava muito interessado em vacinas perguntou: 'quando é que vamos ter a vacina?'"

"É lamentável que a política que tenha se envolvido em um processo que deveríamos conduzir com a devida supervisão, à luz do dia", afirmou ele, que lidera a organização internacional dedicada a descobrir, desenvolver e fornecer vacinas seguras, eficazes e acessíveis para a saúde da população global. Ele fez uma clara referência ao presidente norte-americano Donald Trump, que exigiu dos cientistas uma resposta imediata à pandemia e declarou que os EUA terão uma vacina até o final do ano.

A declaração de Kim ocorreu no seminário online Innovalab, evento brasileiro de debates em tecnologia, ciência e inovação. Você pode acompanhar os webinars todo fim de semana até o dia 15 de agosto.

Com toda a pressão e apoio da comunidade internacional, Kim acredita que uma eventual vacina para o coronavírus pode aparecer entre seis a 18 meses — testes em ratos e macacos já estão sendo feitos, lembrou ele.

Perguntado pelos estudantes se as pesquisas sobre o Sars-CoV-1, surgida em 2002, poderiam ajudar a acelerar a pesquisa do atual coronavírus, o Sars-CoV-2, o especialista disse que muitos governos abandonaram os financiamentos quando o surto passou e isso brecou os avanços das respostas para o Sars-CoV-1.

"As empresas e universidades que começaram a trabalhar na vacina do Sars-CoV-1, na verdade, não avançaram o suficiente no processo para que a vacina comprovadamente proteja contra o vírus", explicou, acrescentando que o primeiro vírus é 80% similar ao de 2020.

Ao ser perguntado sobre o movimento anti-vacinas, o Kim afirmou que essa resistência vem do medo do desconhecido. Por isso, é papel da IVI garantir a criação de uma vacina segura e eficaz para seres humanos. "Quando governos reconhecerem que temos uma vacina segura, que é 80% eficaz na prevenção de doenças, então será mais difícil para as pessoas dizerem 'não, não a quero'."

Governos e empresas, na opinião dele, deveriam adotar medidas para convencer as pessoas a se vacinarem. "Se as empresas disserem 'se você não tomar a vacina, não o empregaremos' ou se as companhias de seguros disserem 'se você não tomar a vacina, teremos que cobrar mais ou podemos fazer você pagar pela sua estadia no hospital'", isso poderia ter um efeito, acredita.

Sobre o Innovalab

O Innovalab é um evento de debates para estudantes de 14 a 23 anos com alguns dos principais líderes na área de tecnologia, ciência e inovação. Previsto para acontecer em 27 e 28 de março, no Memorial da América Latina, em São Paulo, ele migrou para uma plataforma online por conta das restrições impostas pelo isolamento social.

Neste sábado (23), a gerente geral de marcas do UOL, Tatiana Schibuola, participou de debate online do Innovalab com o tema "A Real Verdade sobre a Verdade", sobre como a tecnologia impactou a maneira como interpretamos a realidade.

A Innovalab organiza "camps" para jovens no Vale do Silício desde 2013 e esta é a primeira conferência. Durante o evento, é apresentado aos estudantes e professores o que está acontecendo em áreas como: inteligência artificial, medicina, engenharia genética, carros autônomos e empreendedorismo, para que os jovens possam se preparar para um futuro que muda cada vez mais rápido.

Outros nomes que estarão presentes nas próximas palestras:

  • Susan Jenkins - diretora do Innovative Genomics Institute - CRISPR: A próxima revolução na engenharia genética
  • Sandeep Dinesh - Ex-engenheiro do Google, CTO da Simplemnt - Codificar é mais fácil do que você pensa
  • Sugandha Sangal - Gerente de produto da Waymo - Movendo-se em carros robóticos
  • Paula do Vale Pereira - Doutora em Astronáutica pelo MIT - O que aprendi colocando um satélite no espaço
  • Fred Meinberg - Linguista, programador e pesquisador - Como a tecnologia vai mudar os contratos sociais
  • Tim Salau - Sr. Futuro do Trabalho e CEO da Guide - Como iniciar uma startup
  • Richard Zhang - PhD no MIT Matemática, co-fundador da FAIL! - Enfrentando Falhas
  • Christian Ulstrup - Gerente de Estratégia de Produtos da Arterys - IA em cuidados de saúde e medicina
  • Anna Queiroz - Pesquisadora da Universidade de Stanford - Como a RV muda a maneira como aprendemos e trabalhamos
  • Alex Prather - cofundador da Capria Basecamp - Como encontrar o ajuste da sua carreira no mercado de startups
  • Stephanie Kleine-Ahlbrandt - Ex-funcionário das Nações Unidas - As consequências geopolíticas do 5G