Salada no telhado, 360 orquídeas e colmeia: as sedes diferentonas do Google

O Google chegou aos 25 anos anos neste mês de setembro e muita coisa mudou desde o lançamento a partir de uma garagem num subúrbio californiano, nos Estados Unidos.

Presente em todos os continentes, com exceção da Antártida, a empresa tem sedes, escritórios, data centers ou centro de pesquisas em 200 cidades globais.

Tilt reuniu algumas das curiosidades das sedes do Google, que deu seu start em setembro de 1998 para ser o gigante tecnológico que é hoje.

Ar fresco graças ao Cerrado

A sede do escritório do Google no Brasil em Belo Horizonte busca trazer o exterior para dentro de casa: há vegetação nativa do Cerrado, o segundo maior bioma do Brasil.

Em meio às plantas do projeto paisagístico de interiores há mais de 360 orquídeas, todas cultivadas a partir de mudas em ambiente controlado que permite que sejam livres de patógenos (organismos que causam doenças).

O processo de cultivo permite o monitoramento da qualidade de ar do escritório, já que níveis ruins indicam infestação nas plantas. Quando as orquídeas estão adultas, elas são substituídas por mais novas e doadas para comunidades próximas.

Fazenda urbana

Ainda em Belo Horizonte, o escritório do Google em Minas fica no mesmo prédio que a primeira fazenda urbana da América Latina. As saladas servidas aos funcionários possuem produtos vindos do local, que percorrem apenas 17 andares de elevador da fazenda até à mesa.

Continua após a publicidade
Local onde é possível tomar um cafezinho no Google em BH; as paredes são formadas por potes que remetem os minerais encontrados em MG
Local onde é possível tomar um cafezinho no Google em BH; as paredes são formadas por potes que remetem os minerais encontrados em MG Imagem: Divulgação

Colmeias

Já pensou ter mel fresco e local produzido no próprio local de trabalho? Na sede do Google conhecida como Googleplex em Mountain View, na Califórnia (EUA), isso é possível!

Em 2010 foram montadas colmeias no entorno do local. O projeto visava, em partes, a apoiar a população local de abelhas. Os funcionários com alguma habilidade em apicultura podem ajudar a verificar as colmeias, coletar o mel e aprender sobre a importância das abelhas para o meio ambiente.

Algumas colmeias coloridas da sede em Mountain View quando foram instaladas pela primeira vez em 2010
Algumas colmeias coloridas da sede em Mountain View quando foram instaladas pela primeira vez em 2010 Imagem: Divulgação/ Emily Wood

As GBikes: Google Bicicletas

Ainda em Mountain View, três anos antes do projeto das abelas, em 2007, surgiu a ideia do GBikes, ou seja, Google Bikes (bicicletas).

Continua após a publicidade

A criação visava ajudar os funcionários do Google a se locomoverem mais e deu certo: somente em 2019 foram feitas 1,9 milhão de viagens, com uma quilometragem de mais de 1,2 milhão de km, o suficiente para 31 voltas ao redor da Terra!

GBikes coloridas do Google são responsáveis por levar funcionários a se exercitarem melhor com uma pedalada diária
GBikes coloridas do Google são responsáveis por levar funcionários a se exercitarem melhor com uma pedalada diária Imagem: Divulgação

Inteligência Artificial na África

Desde 2018 a gigante tecnológica mantém em Accra, em Gana, seu primeiro Centro de Investigação em IA em África. Eles trabalham em colaboração com outros escritórios do mundo em ferramentas baseadas em IA que criam mudanças para comunidades africanas e globais.

O centro abriga laboratórios que exploram a forma como podemos usar a IA para ajudar a resolver problemas que afetam milhões de pessoas, tanto local quanto globalmente, como o mapeamento de edifícios em locais remotos para fornecer melhor eletricidade.

Primeiro centro de pesquisa em IA do Google na África, em Accra (Gana)
Primeiro centro de pesquisa em IA do Google na África, em Accra (Gana) Imagem: Divulgação
Continua após a publicidade

Valorização artística

No escritório de Joanesburgo, África do Sul, a primeira coisa à vista é uma instalação artística de mulheres artistas locais. Segundo o Google, elas usaram 46 km de miçangas para construir a peça com a palavra "Howzig", gíria sul-africana que significa "Como vai você?".

Recepção do escritório localizado na África do Sul
Recepção do escritório localizado na África do Sul Imagem: Divulgação

Design mais acessível

Na Coreia do Sul, o escritório reserva um andar inteiro para promover mais acessibilidade às PCDs (pessoas com deficiência). Há sinalização em braile, espaços mais amplos para mobilidade de cadeira de rodas e portas deslizantes automáticas.

Escritório na Coreia do Sul ganhou mais espaço para dar mais acessibilidade aos PCDs
Escritório na Coreia do Sul ganhou mais espaço para dar mais acessibilidade aos PCDs Imagem: Divulgação
Continua após a publicidade

Antigo e moderno

Buscando ser mais sustentável e atingir emissões zero até 2030, o Google tem aproveitado a estrutura de prédios antigos e se adaptado a eles, sem precisar construir algo do zero. Um exemplo é o escritório do Google em Dublin, na Irlanda, que antigamente era um moinho de farinha.

Prédios antigos têm sido valorizados pela big tech visando um mundo mais sustentável; na Irlanda um antigo moinho foi transformado
Prédios antigos têm sido valorizados pela big tech visando um mundo mais sustentável; na Irlanda um antigo moinho foi transformado Imagem: Divulgação

Carregamento elétrico

Os funcionários que possuem veículos elétricos podem recarregar suas baterias nas estações disponíveis no estacionamento da sede de Bay Area, na Califórnia. Já são 5 mil portas de carregamento nos escritórios do Google.

Funcionários com carros elétricos podem carregá-los em estacionamentos das sedes do Google caso haja disponibilidade
Funcionários com carros elétricos podem carregá-los em estacionamentos das sedes do Google caso haja disponibilidade Imagem: Divulgação
Continua após a publicidade

Adeus refrigeração?

Em 2010, o Google passou a operar seu primeiro data center (centro de dados) com eficiência energética, próximo de Saint-Ghislain, na Bélgica.

Foi o primeiro data center no mundo a funcionar sem refrigeração, optando-se por um sistema avançado se resfriamento evaporativo mais sustentável que depende de um canal industrial vizinho.

O local abriga ainda uma usina solar, construída em 2018. Foi a primeira do tipo que o Google construiu em um data center.

Data center do Google na Bélgica é autossuficiente energeticamente
Data center do Google na Bélgica é autossuficiente energeticamente Imagem: Divulgação

Dinossauro Stan

Dinossauro Stan
Dinossauro Stan Imagem: Divulgação
Continua após a publicidade

Este é o Stan, um dinossauro de bronze que fica na sede do Google em Mountain View, na Califórnia. Segundo a empresa, ele é uma forma de lembrarem que mudar e evoluir são coisas boas.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes