Morre brasileiro que foi 'pai' da estrutura dos maiores serviços do Google

Morreu em 15 de setembro o vice-presidente de engenharia do Google Luiz André Barroso, aos 59 anos, nos Estados Unidos. Brasileiro, foi funcionário de destaque da gigante das buscas ao criar a espinha dorsal onde rodam os serviços da nuvem da empresa.

A informação sobre a morte só ocorreu recentemente por meio de notas do CEO do Google, Sundar Pichai, e da Stone, empresa da qual ele fazia parte do conselho de administração.

"Muito triste pela perda do Luiz. Ele esteve por trás de tantos feitos técnicos do Google, escrevendo o livro dos nossos datacenters, liderando o design de nossa infraestrutura de computação e muito mais. Ele estava no topo da sua área, tendo recebido a mais alta honraria em arquitetura de computadores, a ACM [prêmio entregue pela IEEE, Instituto do Engenheiros Eletricistas e Eletrônicos].

Luiz via beleza em tudo, fosse na arquitetura de um galpão, em um acorde ou nas asas de uma arara-azul. Vou sentir falta de nossas conversas sobre natureza, música e futebol, especialmente o Brasil e Barcelona. Descanse em paz, amigo", publicou Sundar Pichai, CEO do Google.

A importância de Luiz

Um dos primeiros funcionários da empresa, Barroso foi responsável por criar a base dos serviços online do Google por meio de datacenters —ele foi responsável por criar e personalizar os grandes centros de dados que fazem e-mail, buscas e mapas rodarem sem demoras no Google.

Antes de termos todos os serviços online, muitos rodavam diretamente em computadores. O engenheiro criou o conceito de "datacenter como um computador".

Continua após a publicidade

De forma resumida, ele criou um sistema de máquinas distribuídas, fazendo com que essas centrais de dados pudessem funcionar como um "armazém escalável". Antes disso, havia poucas máquinas caras e poderosas. Suas ideias influenciaram outras gigantes do Vale do Silício.

Ainda que estivesse nos EUA, Barroso também foi quem fez a ponte para a empresa vir oficialmente ao Brasil. Em 2005, sugeriu que fundadores do Google comprassem a mineira Akwan. Com a aquisição, a empresa estabeleceu um centro de pesquisa para a América Latina em Belo Horizonte.

Do software ao hardware

Luiz André Barroso se formou em engenharia elétrica na PUC-RJ. Foi aos EUA para fazer doutorado na Universidade do Sul da Califórnia. Trabalhou na Compaq e Digital Equipment Corporation. No Google, foi contratado em 2001 para trabalhar com engenharia de software. Com o tempo, passou a atuar especificamente na criação de infraestrutura da empresa.

Nos últimos anos, trabalhou na elaboração de chips de inteligência artificial e serviços de mapeamento, como o uso de realidade aumentada do Maps, além de auxiliar na criação da tecnologia de rastreio de contato durante a epidemia de covid, uma solução fruto da parceria do Google com a Apple. Virou um fellow no Google, o nível mais alto técnico que um funcionário pode atingir na companhia.

Em 2023, passou a fazer parte do conselho administrativo da empresa de meios de pagamentos Stone.

Continua após a publicidade

Barroso deixa a mulher, a cantora Catherine Warner, com quem inclusive chegou a gravar um álbum.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes