PUBLICIDADE
Topo

Quase pronto, Apple apresenta seu óculos de realidade virtual a executivos

Design do que seria o headset de VR/AR da Apple, divulgado por Ian Zelbo  - Ian Zeibo
Design do que seria o headset de VR/AR da Apple, divulgado por Ian Zelbo Imagem: Ian Zeibo

Lucas Santana

Colaboração para Tilt

21/05/2022 13h25

A Apple está desenvolvendo seu próprio óculos de realidade aumentada já há algum tempo. Agora, uma fonte confidencial ouvida pela agência internacional de notícias Bloomberg diz que uma versão do produto em estágio avançado de desenvolvimento foi finalmente apresentada para os executivos da empresa.

Essa reunião parece ter sido feita em um momento importante. Segundo a fonte, o encontro de executivos é raro e acontece apenas quatro vezes ao ano. Além de 8 diretores escolhidos a dedo pela empresa, estaria presente ainda o presidente-executivo da marca, Tim Cook.

Ainda de acordo com a fonte, nas últimas semanas a Apple também teria acelerado o desenvolvimento do rOS - abreviação do inglês para sistema operacional de realidade - software personalizado que equipará os óculos.

A informação de que o produto foi apresentado ao conselho de executivos animou quem aguarda um vislumbre do seu visual e funcionalidades. Em 2011, foi esse mesmo conselho quem viu - ou ouviu - pela primeira vez a assistente virtual Siri, que algumas semanas foi oficialmente anunciada e lançada no iPhone.

Lançamento só em 2023

O desenvolvimento do sistema operacional e a apresentação do aparelho ao conselho de executivos sugerem que seu lançamento deve acontecer muito em breve.

Analistas de mercado avaliam que a Apple deve revelar seus óculos ao mundo em algum momento dos próximos meses, entre o final do ano e o início de 2023. Já o lançamento aos consumidores deve acontecer no meio do ano que vem.

Outra fonte do mercado levantou um rumor de que um problema de superaquecimento frustrou os planos da marca, que pretendia fazer uma surpresa ao público em 6 de junho na WWDC (Worldwide Developers Conference).

Sobre os óculos da Apple

O dispositivo de realidade aumentada da marca está em fase de desenvolvimento desde 2015 e é chamado internamente pelo código N301.

O produto é tão importante para a Apple que a empresa destacou cerca de 2.000 funcionários para trabalhar no projeto. Um verdadeiro time de elite, formado por engenheiros que desenvolveram o iPhone, iPad e Mac, além de pessoas importantes vindas da NASA e da indústria de games que foram contratadas.

Os óculos de realidade aumentada usam as lentes do dispositivo para sobrepor elementos visuais aos elementos reais que o consumidor observa. Funcionalidade semelhante ao apresentada pelo HoloLens, da Microsoft, ou mesmo o antigo Glass, do Google.

Sem vida fácil

O processo de desenvolvimento do produto passou por vários percalços nos últimos anos. Entre eles, a dificuldade de criar aplicativos que valham a atenção e a grana dos consumidores. Superaquecimento e dificuldades de encontrar boas câmeras que se integram ao produto também elencam os desafios desse projeto. A própria ideia da Apple desenvolver óculos de realidade aumentada sofreu resistências de importantes engenheiros da empresa no início.

Tanta briga interna e a situação frágil da economia global já atrasou a entrega do produto final em pelo menos 4 anos. Originalmente, o plano era lançá-lo em 2019 e comercializá-lo no ano seguinte, como informou a imprensa naquele período.