PUBLICIDADE
Topo

Como vai ser o beijo no metaverso? Pesquisadores já têm uma resposta

iStock
Imagem: iStock

Ana Paula Coelho

Colaboração para Tilt*

30/04/2022 14h40

Um dos últimos limites da realidade virtual está sendo ultrapassado pelo metaverso: o toque. Durante anos, várias pesquisas foram desenvolvidas para criar equipamentos com potencial de simular o toque e estímulos táteis, até chegar à complexidade do beijo.

Agora, pesquisadores da Carnegie Mellon University, na Pensilvânia, EUA, conseguiram reproduzir virtualmente sensações bucais através de dispositivos de realidade virtual. Utilizando aparelhos de toque já bastante explorados, os pesquisadores descobriram como recriar a sensação do toque de lábios e língua na realidade virtual (RV).

Para reproduzir os sentidos digitalmente, os pesquisadores desenvolveram uma forma de tornar a experiência da realidade virtual mais ampla ao inserir sensores hápticos — usado para simular sensações táteis — na parte inferior de um fone de ouvido do Quest 2, os visores de RV da Meta, dona do Facebook.

Sem utilizar qualquer outro acessório, o protótipo direciona a energia de um ultrassom para diferentes partes da boca. Segundo os especialistas, só a proximidade dos óculos com a boca já pode ativar essas sensações táteis.

Através do dispositivo experimental, os pesquisadores conseguiram explorar o sistema sensorial da boca recriando sensações reais de beber água, beijar e até fumar.

Durante anos, pesquisadores se empenharam em fazer com que a realidade virtual se expandisse e mais sentidos humanos fossem explorados com mais qualidade, se assemelhando cada vez mais à vida real.

O metaverso, como imaginado por Mark Zuckerberg, pretende utilizar de várias pesquisas para expandir o seu universo de realidade virtual, não só para jogos, mas para relacionamentos entre pessoas reais, com sensações simuladas.

Em jogos ou simulações, será possível tanto sentir o pelo de animais quanto beijar alguém interessante.