PUBLICIDADE
Topo

Sabia que você pode ser banido do WhatsApp? Veja como evitar

Pradamas Gifarry/Unsplash
Imagem: Pradamas Gifarry/Unsplash

Leticia Marques

Colaboração para Tilt, em São Paulo

30/03/2022 13h37

Já pensou ser banido do WhatsApp e ficar sem conseguir responder mensagens de amigos, do trabalho, marcar consultas e tirar dúvidas na hora de uma compra? A dependência do aplicativo no dia a dia dos brasileiros cresceu. Por isso, é bom saber que existem situações em que não tem desculpa: a pessoa terá sua conta bloqueada pela própria empresa.

Como isso pode acontecer? É bem simples: basta que alguém viole os Termos de Serviço do WhatsApp. Confira a seguir 7 situações em que isso pode acontecer e como evitá-las.

1. Uso de WhatsApp GB e outros "clones" do app

Recentemente, usuários do WhatsApp oficial viralizaram na internet por usar versões alternativas do sistema da Meta (ex-Facebook).

A empresa não autoriza o funcionamento de plataformas não oficiais —como WhatsApp GB e WhatsApp Plus. A resposta para combater a prática foi bloquear números que estivessem utilizando os aplicativos "clones".

Por não ser um produto oficial, vai contra os termos de serviços da empresa e rompe as políticas de privacidade dos usuários. Por isso, a recomendação é: só use o app original com o seu número do WhatsApp.

2. Conta inativa

Segundo as regras da plataforma, se uma pessoa ficar mais 120 dias sem utilizar o aplicativo, o sistema entende que a conta está inativa e bane o número.

Porém, antes da exclusão, a pessoa que tem posse do número é notificada sobre o possível banimento. Ela recebe também orientações para que medidas sejam tomadas para evitar o cancelamento.

O objetivo da exclusão após a inatividade é "manter a segurança, limitar a retenção de dados e proteger a privacidade dos nossos usuários", explica o site do aplicativo.

A empresa também ressalta que os arquivos permanecem armazenados, e podem ser acessados se o acesso for regularizado.

"O conteúdo armazenado no aparelho do usuário antes de a conta ser apagada será mantido até que o usuário apague o WhatsApp de seu aparelho. Se o usuário registrar-se novamente no WhatsApp com o mesmo aparelho, o conteúdo armazenado no aparelho voltará a ficar disponível", explica.

3. Bloqueado muitas vezes

Se uma pessoa for bloqueada por outras muitas vezes no WhatsApp em um período de 24 horas, imediatamente, a plataforma deletará aquele número do aplicativo.

Mas, caso aconteça com você, é possível recorrer. Atualmente, quem tem a conta banida precisa contatar o suporte do aplicativo. A recuperação da conta pode levar um bom tempo.

4. Envios de spam

A circulação de vírus e mensagens de spam se tornaram comuns dentro da plataforma. Caso o sistema detecte, a pessoa responsável pelos envios em massa poderá ter o número bloqueado —logo, não seja essa pessoa.

E como o WhatsApp faz isso mesmo sem ter acesso aos conteúdos das conversas? Uma das estratégias para detectar spam é a partir das denúncias feitas por outros usuários. A maioria dos spammers são detectadas dessa forma.

  • No Android e no iPhone você deve entrar na conversa em questão. Ao abrir a tela com informações do contato, ache o item "Denunciar". Siga as demais orientações e confirme.

Além das denúncias, o aplicativo consegue identificar até antes, analisando possíveis padrões de quem enviou a mensagem. O WhatsApp ainda usa inteligência artificial e aprendizado de máquina para que computadores façam essa análise automaticamente.

5. Fake news

A divulgação de notícias falsas também é um ato que vai contra as políticas de serviços do WhatsApp. A punição para as fake news é o bloqueio a partir de denunciadas de outros usuários.

6. Ofensas ilícitas ou inadequadas

Mensagens enviadas com ofensas ilícitas, difamatórias, obscenas, intimidadoras, assediadoras e odiosas em termos raciais e étnicos, incentivando a crimes violentos contra crianças ou qualquer pessoa e colocando-as em perigo, são totalmente vedadas pelos termos de uso do serviço.

7. Contas não autorizadas

Ao criar contas sem autenticação ou confirmação da Meta, ela pode ser banida imediatamente. Todos os usuários do aplicativo precisam verificar o número ao ingressar no serviço. É uma forma de autenticar a existência desses contatos.

*Com informações de matéria de Gabriel Francisco Ribeiro, para Tilt.