PUBLICIDADE
Topo

Como descobrir se uma tomada é de 110V ou 220V? Veja truques

Veja algumas maneiras de descobrir se tomada é 100V ou 220V - Getty Images
Veja algumas maneiras de descobrir se tomada é 100V ou 220V Imagem: Getty Images

Vinícius de Oliveira

Colaboração para Tilt, em São Paulo

24/03/2022 04h00Atualizada em 18/05/2022 17h32

Quem nunca passou pela situação de querer ligar o aparelho na tomada e ficou na dúvida se a tensão nominal dela é de 110 ou 220 volts? Ou, até mesmo, acabou ligando um aparelho elétrico na tomada errada e danificou o equipamento?

Para que você não passe mais por essas situações, Tilt conversou com dois especialistas na área para te ajudar a identificar a tensão nominal de uma tomada. Confira as dicas a seguir:

Usando um voltímetro

Depois de identificar a voltagem do aparelho que você comprou e quer conectar à tomada, você precisa encontrar a tomada correspondente. Uma das maneiras de identificá-las é usando um equipamento chamado voltímetro.

"Um técnico em eletricidade provavelmente fará um teste usando o 'voltímetro'. Ele colocará os dois terminais do medidor na tomada e fará a leitura da voltagem correta", explica Paulo Urbano, professor da ESEG (Escola Superior de Engenharia e Gestão de São Paulo).

Do ponto de vista da lei da eletrotécnica, essa é a maneira mais correta de verificar a tensão de uma tomada.

Identificador de tensão

Acontece que, nem sempre, temos a mão um voltímetro ou dinheiro para chamar um técnico. Por isso, existem métodos mais caseiros para identificar a tensão de uma tomada.

Em várias lojas de materiais elétricos existem aparelhos de testes que usam a luminosidade para identificar a tensão de uma tomada. Alguns modelos, do tamanho de um chaveiro, custam menos de R$ 15. Basta plugar na tomada e, dependendo da intensidade da luz, você descobre se ela é de 110V ou 220V.

"Se uma lâmpada de 220V for ligada corretamente numa tensão de 220V ela acenderá normalmente com toda sua luminosidade. Caso contrário, se for ligada numa tensão de 110V, ela acenderá mais fraca", explica Urbano sobre o conceito desses aparelhos.

Lâmpada 220V

Se você tiver uma lâmpada incandescente de 220V a mão, você pode fabricar seu próprio identificador de tensão. Para isso, basta montá-la em um soquete (suporte de lâmpada) com dois cabos elétricos devidamente isolados.

"Ao colocar os dois cabos nos pontos da tomada, a lâmpada vai se acender. Se ela tiver pouca luminosidade, a tomada é de 110V. Se ela acender com boa luminosidade, ela é de 220V", explica Edval Delbone, doutor em engenharia elétrica e coordenador da mesma disciplina no Instituto Mauá de Tecnologia.

Abajur

Caso você não consiga usar a lâmpada 220V diretamente na tomada, basta colocá-la no bocal de um abajur e depois ligá-lo. Se a lâmpada acender fraquinho, a tensão é de 110V. Se acender forte, com a luminosidade normal, a tensão da tomada é 220V.

Caneta detectora de energia elétrica

Além do identificador de tensão, as lojas de materiais elétricos podem vender também uma caneta de energia elétrica. Ela acende um LED e emite um sinal sonoro na presença de tensão.

"Ao colocar colocar a ponta da caneta em um dos terminais da tomada, ela vai acender e apitar. Caso exista presença de tensão em apenas um ponto da tomada, ela é de 110V. Se for nos dois pontos, ela é de 220V", conta Delbone.

De acordo com o coordenador do Instituto Mauá, as tomadas de 110V, por padrão em regiões como na grande São Paulo, usam uma fase e 1 neutro. Já as tomadas de 220V usam duas fases. Isto é, apenas um "buraquinho" passa energia nas tomadas 110V, enquanto na 220V temos dois "buraquinhos" com corrente elétrica.

Mas atenção: o truque não vale para qualquer lugar, porque muitas cidades usam a tensão de 220V monofásica — que só usa um dos buraquinhos. Por isso, esse teste só é útil como tira-teima, e não como prova definitiva da tensão que passa ali.

Vale lembrar que o terceiro "buraquinho" das tomadas é para o pino terra, que serve para proteger as pessoas em caso de falha ou defeito no sistema elétrico. Isto porque ele protege contra choques, desviando a tensão e a corrente para o fio terra.

O que são equipamentos bivolts?

Se você tem um equipamento bivolt, você provavelmente não vai precisar se preocupar com a tensão da tomada e pode ligá-lo sem prejuízo. Por exemplo, carregadores de equipamentos eletrônicos e lâmpadas leds geralmente são bivolts.

Ou seja, eles funcionam tanto em 110V quanto em 220V. Para verificar se seu equipamento é bivolt, basta olhar as etiquetas de identificação. Ele deve estar com a voltagem que ele aguenta, por exemplo: 100V ~ 240V.

Esse número, por exemplo, significa que o aparelho aguenta qualquer voltagem dentro desse intervalo. Basta então ligar o equipamento na tomada que ele se configura para a tensão que ela oferece.

Minha tomada é 110V ou 127V?

De acordo com o professor Paulo Urbano, a energia no Brasil é mais comumente oferecida em 127 ou 220 volts. "A tensão 110V foi abandonada pelas concessionárias de energia, sendo substituída pela de 127V", explica.

Essa mudança foi pedida pelo governo brasileiro em 1999, pois 127V é considerado um valor eficaz de tensão. Por isso, o padrão 110V foi aposentado, mas a expressão "110" continuou popular entre os brasileiros para se referir mesmo ao novo padrão.

Os equipamentos eletrônicos fabricados no Brasil, após serem testados e aprovados pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), devem suportar uma variação de tensão que vai de 116V a 133V, já que é natural haver uma variação na tensão de uma rede elétrica alternada.

Por sua vez, as concessionárias devem garantir que a variação não ultrapasse estes valores mínimos e máximos estabelecidos.

Tomada vermelha

Existe uma questão polêmica de que todas as tomadas 220V devem ser identificadas com vermelho. No entanto, esse "padrão estabelecido" não é normalizado pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) ou pelo Inmetro.

No projeto feito pelo Comitê Brasileiro de Eletricidade, que estudou a padronização de interruptores, tomadas, pinos e placas de uso geral para uso doméstico, não existe regra para coloração da tomada.

"A cor vermelha para 220V não tem norma específica. Apenas convencionou-se que seria mais seguro [sua identificação desta forma]. Questão de usos e costumes", afirma Paulo Urbano, da faculdade ESEG.