PUBLICIDADE
Topo

WhatsApp vai limitar encaminhamento de mensagens e mais novidades no app

App vai  - Getty Images
App vai Imagem: Getty Images

Colaboração para Tilt, no Rio de Janeiro

10/03/2022 09h23

Uma nova atualização do WhatsApp vai limitar ainda mais o encaminhamento de mensagens. Segundo o site WaBetaInfo, especializado em antecipar novidades e rumores do aplicativo, a versão beta 2.22.7.2 não permite reenviar uma mensagem já marcada como encaminhada - a não ser que o conteúdo seja enviado somente a um grupo ou contato. Mensagens normais, por sua vez, só poderão ser enviadas a cinco bate-papos.

Este tipo de bloqueio não é novidade na plataforma. Com o objetivo de combater o compartilhamento de spams e fake news, em 2020, a empresa decidiu limitar o encaminhamento de mensagens enviadas com frequência (mais de quatro vezes), para apenas um contato com grupo. Agora, a mesma restrição se estenderá a qualquer mensagem.

Como a comunicação no WhatsApp é criptografada, as mensagens incluem um "contador", que acompanha a frequência do compartilhamento, e coloca as marcações de "encaminhada" ou "encaminhada muitas vezes".

Ainda não se sabe quando as novas limitações chegarão a todos os usuários. Entenda como ficará na prática:

  • Mensagens não marcadas como encaminhadas

Podem ser enviadas para até cinco conversas ou grupos.

  • Mensagens encaminhadas/encaminhadas muitas vezes

Podem ser enviadas a apenas uma conversa ou grupo por vez.

Ou seja, quem precisar reencaminhar o conteúdo para mais de um chat, deverá fazer isso manualmente.

Outras novidades

Ainda de acordo com o site WaBetaInfo, a nova atualização, ainda em desenvolvimento, também inclui uma função de enquetes dentro de grupos. O recurso, seguindo o padrão do app, contará com criptografia de ponta a ponta; desta forma, só os participantes poderão saber as perguntas e respostas. Não será possível encaminhá-las para demais conversas.

Além disso, o WhatsApp está testando o recurso de reagir a mensagens com emojis, como já acontece no direct do Instagram, e uma nova função chamada Comunidade, que permitirá gerenciar grupos por categorias, como trabalho, estudos, lazer etc.

Também devem ser incluídos novos idiomas, de regiões em que o aplicativo ainda não é tão popular: amárico (língua afro-asiática de povos da Etiópia) e somali (idioma oficial da Somália, Somalilândia e Etiópia).