PUBLICIDADE
Topo

Instagram caiu? Brasileiros relatam instabilidade no app nesta quarta

Omkar Patyane/Pexels
Imagem: Omkar Patyane/Pexels

Lucas Carvalho

De Tilt, em São Paulo

03/11/2021 16h46Atualizada em 04/11/2021 11h38

Não anda fácil a vida de quem usa os aplicativos da Meta. Nesta quarta-feira (3), pela segunda vez em menos de um mês, o Instagram passou por instabilidade no Brasil e outras partes do mundo. Após cerca de 4 horas, o problema foi resolvido.

Relatos nas redes sociais indicam que o app do Instagram para Android e iOS levou mais tempo que o normal para atualizar o feed. Há também queixas de problemas no envio de mensagens diretas (DMs). Os problemas parecem ter afetado apenas uma parte dos usuários, e não todos.

Um porta-voz da Meta, dona do Instagram, confirmou a instabilidade. "Algumas pessoas podem ter tido dificuldade para acessar o Workplace Chat, o Direct do Instagram e o Messenger. Corrigimos o problema o mais rápido possível para todos os que foram afetados. Sabemos que pessoas e empresas dependem de nossos serviços em todo o mundo e lamentamos qualquer inconveniente que isso tenha causado", disse a empresa em nota enviada a Tilt.

Por volta das 16h (de Brasília), o Instagram já era um dos assuntos mais comentados do Twitter. No site Downdetector, que registra queixas de usuários com serviços online, houve um pico de mais de 1.000 reclamações por volta do mesmo horário.

O próprio Instagram confirmou que o app estava passando por problemas em seu perfil de relações públicas no Twitter. Por volta das 20h (de Brasília), a empresa usou novamente o Twitter para avisar que a instabilidade havia passado. "O problema foi corrigido, então, se você estava tendo problemas com DMs antes, deve estar tudo bem agora", escreveu a companhia.

No início de outubro, o Instagram também passou por uma instabilidade de duas horas, junto com o Facebook e o WhatsApp, após mudanças nas configurações internas da equipe da Meta (na época a empresa ainda se chamava Facebook).

Dias antes, no fim de setembro, os três aplicativos sofreram um apagão global que durou mais de sete horas. Desta vez, porém, o problema parece ser concentrado em apenas um dos apps e não impede o seu funcionamento total, mas só em parte.