PUBLICIDADE
Topo

A internet não pega na casa toda? Veja como melhorar o wi-fi sem gambiarra

Antes de apelar para a gambiarra, tente estudar o caminho do sinal  - wattanaphob/Getty Images/iStockphoto
Antes de apelar para a gambiarra, tente estudar o caminho do sinal Imagem: wattanaphob/Getty Images/iStockphoto

Colaboração para Tilt, em São Paulo

05/09/2021 04h00Atualizada em 11/09/2021 11h10

Em alguns cantos da casa o sinal de wi-fi simplesmente não existe. Paredes, móveis e até outros eletrodomésticos podem prejudicar o recebimento e a transmissão de dados, mas existem meios para melhorar a distribuição de conexão pelos cômodos. Trocar o roteador ou a antena e investir em repetidores são algumas soluções — isso sem contar as gambiarras de colocar latinha de alumínio na antena.

Antes de entupir a casa de repetidores, aparelhos que replicam o sinal do wi-fi, tente realocar o roteador. Nem sempre ele está no melhor lugar. "Na maioria das vezes, a perda de sinal está ligada aos muitos obstáculos e ao posicionamento inadequado do ponto de acesso", afirma Joselito de Sousa Barros, professor do curso técnico em informática do Senac.

A dica é: coloque o aparelho no centro do ambiente, de forma a propagar uniformemente as ondas transmitidas.

Se já tentou colocar o roteador em diversos lugares sem sucesso, talvez seja a hora de reavaliar o equipamento que está usando. Pode ser que você tenha um modelo antigo nas mãos, então pense há quanto tempo o roteador está em sua casa.

"O avanço tecnológico é vertiginoso, e o volume de dados que trafegam pela rede aumenta proporcionalmente a esse avanço", diz Barros. "A infraestrutura que suporta esses serviços precisa acompanhar essa evolução. Padrões de rede antigos precisam ser substituídos".

"Tem que ser um casamento"

Mas, antes de comprar novos dispositivos, o especialista recomenda conhecer os equipamentos e descobrir compatibilidades. "Tem que ser um casamento", diz.

Se seu roteador suporta a troca de antena, essa será uma opção mais econômica.

Alguns dispositivos chegam às lojas com antenas de 12 ou 15 dBi e poderiam ter maior alcance e qualidade de sinal apenas trocando a antena por uma de 25 dBi. No entanto, alguns fabricantes produzem roteadores com antenas fixas ou internas.

"Não existe milagre", diz. "Se você quer acessar as redes sociais pelo celular no cantinho do seu quarto, a 50 metros do transmissor e com dez paredes de concreto separando-os, não vai ser a troca da antena que resolverá o problema."

Repetidor ajuda?

O repetidor de wi-fi, como o próprio nome indica, é usado para repetir um sinal já existente. Na prática, ele amplia a área de cobertura. Para grandes propriedades, a combinação de antena e repetidores faz grande diferença.

Quando muitos repetidores são instalados em ambientes próximos, no entanto, eles podem se tornar fonte de interferência.

"Não há um limite estabelecido para a instalação de repetidores, mas temos que ser sensatos", comenta Barros.

Quando o ambiente for grande ou com muitos obstáculos, repetidor e antena podem funcionar. Tudo depende, é claro, da velocidade que seu plano de internet diz que entrega.

Vale lembrar que trocar roteador ou antena ou investir em repetidores não aumenta o preço do plano ou sua velocidade, mas faz com que você aproveite melhor o que já paga.